Quando é preciso tirar visto de estudante?

Tempo de permanência no país e carga horária do curso podem influenciar o tipo de visto que o estudante deve solicitar

São Paulo – O primeiro passo para tirar do papel os planos de estudar no exterior passa escolher o país, uma boa escola e, principalmente, solicitar o visto de permanência de estudantes no país.

Mas, caso você já tenha o visto de turista para esse país, é possível pular essa última etapa. Aspectos como tempo de permanência no país e carga horária do curso podem influenciar o tipo de visto que o estudante deve tirar. Mas os critérios variam em cada país.

“Se o estudante tem a possibilidade de ficar no país em um tempo superior ao permitido para o visto de turista, o ideal é solicitar o visto de estudante”, diz Samuel Lloyd, gerente de marketing da STB.

Confira abaixo quando é necessário ou não tirar o visto de estudante em cinco países de língua inglesa:

Estados Unidos
Para quem vai fazer um curso de inglês de férias nos Estados Unidos, a dica é checar a carga horária semanal do curso. Até 18 horas de aula por semana, o visto de turista está liberado. Agora, se o curso tem uma carga horária superior a isso, a regra é tirar o visto de estudante, seguindo as orientações do consulado americano no Brasil.

Canadá
A carga horária do curso não entra nos critérios do governo canadense. Lá, o que conta é o período em que o estudante passará no país. Até seis meses, vale o visto de turismo. Com tempo superior à isso, a regra é solicitar o visto de estudante.

Esse tipo de autorização vale também para quem vai fazer um estágio – remunerado ou não – no país, independente da duração do trabalho. Outras informações no consulado canadense no Brasil.

Inglaterra
Brasileiros não precisam de visto de turismo para viajar para a Inglaterra. Dessa forma, quem fica por um período de até seis meses estudando no país não precisa solicitar o documento.

Quem pretende estudar entre seis e oito meses, a dica é tirar o extend visitor visa, que autoriza a permanência no país nesse período. No entanto, “o mais recomendado, nesses casos, é optar pelo visto de estudante”, diz Lloyd, da STB. Outras informações no consulado britânico

Austrália e Nova Zelândia
O visto de turista só é válido para estudantes que fiquem até três meses nesses países. Quem pretende ultrapassar esse período, deve solicitar o visto de estudante. Outras informações no site do consulado da Austrália .

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.