Prefeitura de São Paulo adota trabalho remoto definitivo para servidores

Decreto foi assinado na segunda-feira, 14, por Bruno Covas, e passa a valer a partir desta terça-feira, 15, para 120 mil funcionários

Mais de 120.000 servidores da prefeitura de São Paulo têm, a partir desta terça-feira, 15, a prática de trabalho home office oficializada — e de forma definitiva. O decreto que versa sobre a decisão foi assinado na segunda-feira, 14, pelo prefeito Bruno Covas (PSDB), com publicação no Diário Oficial no dia seguinte.

A iniciativa ocorre no contexto da pandemia de covid-19, que fez com que trabalhadores dos setores público e privado passassem a trabalhar em suas casas a fim de respeitar os protocolos de distanciamento social.

Atualmente, as empresas privadas vivem um momento de retomada aos escritórios, com a adoção de um sistema híbrido de trabalho.

Segundo a prefeitura da capital paulista, a prática é um caminho sem volta, e os servidores já eram aderentes ao teletrabalho antes do decreto.

Além da questão sanitária, a gestão municipal é motivada pelo aumento de produtividade registrado nos últimos meses, melhorias na prestação de serviços, redução de custos e menor impacto ambiental em razão da menor necessidade de deslocamentos.

Os servidores, no entanto, não devem exercer suas funções integralmente fora do escritório. Em três opções de regime de trabalho, é preciso manter de um a três dias de atuação presencial, sendo que os dias de visita à sede devem ser alternados. Não pode, ainda, haver prejuízo no atendimento ao público.

O acompanhamento do desempenho dos trabalhadores será feito por meio do estabelecimento de metas, por avaliações e pelo registro eletrônico de presença.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.