Missão de recrutamento para trabalho no Canadá recebe inscrição até dia 25

São 251 vagas na área de TI e usinagem para trabalho temporário, de 1 a 3 anos. Veja como se candidatar

São Paulo – Com foco em profissionais brasileiros, a missão anual de recrutamento para trabalho na província de Quebec, no Canadá, recebe inscrições até domingo, 25 de março.

São 251 vagas na área de TI e indústria (usinagem) da região, que tem o francês como idioma oficial. As oportunidades são para trabalho temporário de 1 a 3 anos, sendo que a renovação do contrato é uma chance real, já que a demanda por profissionais qualificados é grande.

A participação no processo seletivo é gratuita e os interessados devem se cadastrar pelo site Quebec na Cabeça, onde também estão anunciadas todas as vagas. É preciso enviar currículo em francês. O nível de domínio da língua é um requisito que varia de uma posição para outra.

Após uma pré-seleção dos candidatos, os recrutadores das empresas canadenses, entre os dias 2 e 13 de abril, vão convocar por e-mail os candidatos para entrevistas presenciais. As conversas vão ser agendadas para os dias 21 e 22 de abril.

Se for aprovado, candidato receberá uma oferta de emprego e a empresa vai ajudá-lo a começar as etapas de imigração para receber um visto de trabalho temporário.

Um terço dos profissionais querem carreira internacional

Dados da 3ª edição do Índice de Confiança Robert Half (ICRH) indicam que 32% dos profissionais empregados têm buscado oportunidades de trabalho fora do País. Entre os desempregados, o percentual é 30%. A pesquisa foi feita com 387 pessoas empregadas e 387 desempregados qualificados (com 25 anos ou mais e nível superior completo), de diferentes regiões do Brasil.

“As chances de emprego aumentam consideravelmente quando os profissionais se mostram abertos a ouvir o que o mercado tem a oferecer, em relação ao modelo de trabalho – permanente ou temporário -, à cidade ou ao país de atuação ou em relação ao pacote de benefícios”, diz em nota, a gerente de recrutamento da Robert Half.

Aos que atuam em multinacionais, a orientação é aprender o idioma do país sede da companhia e verificar com a área de Recursos Humanos a existência de planos de intercâmbio e quais os critérios para participação.

 

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.