Mesmo com altos salários, setor trilionário tem vagas abertas há meses por falta de profissionais

Prioridade máxima para quase 50% dos CEOs brasileiros, este setor não para de crescer e busca profissionais capacitados para ocuparem altos cargos de gestão
 (Getty/Reprodução)
(Getty/Reprodução)
D
Da Redação

Publicado em 12/09/2022 às 10:58.

Última atualização em 13/09/2022 às 12:47.

Se você pensa que questões ambientais, sociais e de governanças são pautas exclusivas de ativistas e teóricos, saiba que se o ESG ainda não impactou a sua área de trabalho é apenas uma questão de tempo para que isso aconteça.

Sigla em inglês para Ambiental, Social e de Governança, o ESG defende que a lucratividade de um negócio está diretamente relacionada à construção de uma operação sustentável ambiental e socialmente. Ou seja, ele analisa se uma empresa está apenas gerando lucro para si ou se está também gerando valor para a sociedade.

O setor de ESG que era antes dominado por organizações governamentais, hoje já conta com a forte atuação do setor privado, através de nomes como Ambev, Vale e Apple, e foi avaliado em US$ 41 trilhões, segundo a Bloomberg Intelligence.

Descubra como migrar para uma das carreiras que mais crescem atualmente — e que tem levado profissionais a cargos de gestão em empresas e instituições financeiras milionárias

E não é à toa que milhares de empresas estão investindo neste setor. Afinal, aquelas que não aderiram aos critérios ESG experimentaram o sabor amargo da queda no faturamento. É o caso da Tesla, de Elon Musk, que foi retirada neste ano do índice S&P 500 ESG e, logo em seguida, viu suas ações caindo 7% em um único dia.

Por conta dessa tendência, uma classe de profissionais está sendo, hoje, extremamente valorizada pelo mercado, ocupando altos cargos de gestão e recebendo propostas com remunerações na faixa dos R$19 mil ao mês.

Conheça a carreira de Especialista em ESG

A carreira mais em alta no mercado, hoje, é a de Especialista ESG. Responsável por avaliar e gerir os impactos positivos e negativos que uma empresa causa na sociedade e no meio ambiente, o profissional ESG tem entre suas tarefas de rotina:

  • Desenvolver uma visão estratégica para viabilizar projetos de sustentabilidade.
  • Monitorar indicadores de desempenho de sustentabilidade;
  • Propor estratégias para minimizar os impactos da cadeia produtiva do negócio 
  • Treinar os colaboradores visando a conscientização em relação ao tema.

Conhecida por ser uma carreira ideal para aqueles que buscam fazer uma transição no mercado de trabalho, ela é totalmente possível para profissionais de qualquer área de atuação, como advogados, engenheiros, psicólogos e comunicadores, por exemplo.

Deixe de caçar emprego para se tornar o alvo dos recrutadores. Clique aqui e descubra como iniciar uma transição de carreira para trabalhar com ESG.

Vagas em praticamente todas as empresas

Altas remunerações, trabalho com propósito e vagas nas maiores instituições do mundo. Em plena ascensão, apesar de todas essas vantagens citadas ao longo deste artigo, o mercado ESG ainda sofre para preencher suas vagas com profissionais qualificados.

Por ser uma profissão relativamente nova, segundo o site Glassdoor, a média salarial de um gestor de sustentabilidade está em R$ 19 mil e algumas vagas permanecem abertas mesmo após meses de sua publicação.

(Glassdoor/Reprodução)

(Glassdoor/Reprodução)

Segundo pesquisas, aqui no Brasil, 95% das empresas têm ESG como prioridade em suas agendas e o assunto está sendo tratado como prioridade máxima por 48% dos CEOs brasileiros

Algumas empresas que já investem pesado em ESG e oferecem oportunidades para novos profissionais são: Natura, Unilever, Ambev, Nubank, Ypê, Boticário, Petrobras, Nestlé, Banco do Brasil e P&G. Isso apenas quando falamos de Brasil; mundialmente, o número é ainda maior.

Trabalho com propósito e salários altos

Segundo a Head de ESG da EXAME, Renata Faber “Essa ‘habilidade do futuro’ abre portas para cargos de confiança e salários mais altos sem abrir mão de um trabalho com propósito. É uma chance de se sentir feliz trabalhando e ainda ser muito bem remunerado por isso.” 

Entenda como dar os primeiros passos na carreira ESG

Possuir experiência não é uma das exigências para trabalhar com ESG, mas entre os pré-requisitos da vaga está algum nível de especialização na área, que podem ir de cursos livres a MBAs. Ou seja, quem estiver disposto a estudar e se aprofundar no assunto, independentemente da área de atuação, tem a oportunidade de alcançar cargos e salários promissores. 

Pensando em ajudar quem quer se preparar para esta oportunidade, a EXAME preparou a série gratuita Carreira em ESG, com a especialista no assunto e diretora de ESG da EXAME, Renata Faber, que já acumula anos de experiência no setor. 

Transmitido de maneira virtual, o treinamento será composto de quatro encontros, que acontecerão entre os dias 12 e 20 de setembro. Ao final das aulas, todos os participantes receberão um certificado de participação para incluir no currículo.

Descubra como migrar para uma das carreiras que mais crescem atualmente. Reserve a sua vaga!

Dentre os temas abordados ao longo da série, estão a definição aprofundada do que é ESG, reflexões sobre como o tema impacta o mercado e a economia e, claro, os caminhos para construir uma carreira promissora na área “Vou mostrar como é possível conquistar um trabalho com propósito real aliado a salários mais altos e mostrar o mapa para construir uma carreira em ESG”, promete Renata.

Ficou interessado? Clique aqui e garanta já a sua vaga!