Da lavagem de caminhões a executivo: conheça a trajetória de Carlos Busch

A trajetória do executivo que começou do zero e chegou a liderar empresas como Oracle e Salesforce no Brasil, "o segredo do crescimento é aprender a servir o próximo"
 (EXAME/Exame)
(EXAME/Exame)
Carlo Cauti
Carlo Cauti

Publicado em 06/04/2022 às 18:46.

Última atualização em 07/04/2022 às 14:47.

Aos 13 anos, Carlos Busch lavava caminhões para complementar renda da família. Aos 41 anos se tornou um dos executivos mais bem sucedidos do Brasil.

Natural de Lajeado, no interior do Rio Grande do Sul, Busch começou a lavar caminhões aos 13 anos para ajudar a complementar a renda da família.

Saiba como se tornar um executivo de impacto. Clique aqui e se inscreva no MBA Executivo de Impacto, uma parceria da EXAME Academy com a Escola de Negócios Trevisan.

"Eu não tinha condição econômica, nem muita perspectiva. Então tive que começar ajudando em casa desde cedo", explica Busch à EXAME, "mas a vontade de conseguir algo a mais sempre foi muito forte".

Foi na base dessa força de vontade que com 14 anos ingressou como estagiário em uma faculdade como operador de máquinas de xerox.

Depois de alguns meses, foi selecionado para ser digitador do projeto da informatização da biblioteca. Isso graças a um curso de datilografia que tinha feito na época em que lavava caminhões.

Foi o começo da carreira. Daquele momento em diante, percebeu a importância da digitalização e informatização, e buscou se especializar no mundo da TI.

A ponto que depois de cinco anos foi selecionado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para trabalhar em projetos que ajudavam alguns governos na América Latina em termos de modernização tecnológica.

Carreira de liderança em grandes multinacionais

Hoje, com 41 anos, tem experiência na liderança de grandes multinacionais na América Latina, entre as quais Grupo Processor, Oracle, Software AG e Salesforce, atuando na liderança de setores de vendas e de marketing, e levando estratégias e direcionamentos para escalar empresas.

Além disso, se tornou TEDx Speaker, professor de MBA e autor do livro best seller “Muito Além das Expectativas”.

"Logo cedo entendi que a coisa mais importante é ser um profissional preparado. Estudar é o maior ativo em qual um executivo pode investir", salienta Busch.

E ele investiu pesado em formação acadêmica. Formado em Administração de Empresas pela PUC do Rio Grande do Sul (PUC-RS), com pós-graduação em Comércio Exterior pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), completou especializações em Gestão Estratégia na Universidade da Califórnia (Irvine/USA), Negociação e Gestão de Conflitos em Harvard (Boston/USA), Gestão Financeira e Mercado de capitais na New York Institute of Finance (New York/USA), Marketing Digital pela Universidade de Illinois (Illinois/USA), Conceitos Exponenciais pela Singularity University (California/USA), Academia Global de Executivos no MIT (Boston/USA) e Gestão de Negócios Internacionais pela Universidade de Londres (Londres/UK).

"As vezes nos apegamos em coisas que estão fora da gente, mas temos as maiores ferramentas do mundo para se tornar um protagonista do mercado. Uma delas é servir primeiro", explica Busch, "Então eu aprendi desde cedo que quanto mais eu servisse as pessoas mais oportunidades eu teria. E isso me guia até hoje. E quanto mais eu cresci, mais eu passei a servir as pessoas".