IBM pede desculpas por demitir funcionária transgênero, há 52 anos

Discriminação aconteceu com a engenheira de computação Lynn Conway, hoje com 82 anos

Em 1968, a engenheira de computação Lynn Conway trabalhava na IBM. Com uma carreira considerada promissora, ela anunciou ao seu supervisor que planejava fazer a transição de gênero em breve — como continuação de um tratamento que havia começado em 1950 — e não sofreu nenhuma retaliação imediata dele. Contudo, a história chegou aos ouvidos do presidente da companhia à época, Thomas J. Watson Jr., que teve um atitude intolerante: demitiu a funcionária naquele ano.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor

Apesar do nome dela não ser tão popular, Conway é um nome de peso dentro do setor de tecnologia. A ela é creditada uma invenção capaz de acelerar a velocidade de praticamente todos os microprocessadores utilizados atualmente. Em 1985, tornou-se professora na Universidade de Michigan e, em 1989, foi nomeada para a Academia Nacional de Engenharia dos Estados Unidos.

De acordo com informações da revista Forbes, cinquenta e dois anos após a demissão, a ex-funcionária recebeu um pedido de desculpas formal da empresa a respeito do ocorrido, em uma reunião virtual. Mais de mil funcionários acompanharam a transmissão, que contou com a entrega de um prêmio para Conway, a respeito de suas desobertas e sua contribuição para a empresa.

“Em vez de ser apenas uma resolução do que havia acontecido em 1968, tornou-se uma celebração de grupo sincera de quão longe todos nós chegamos desde então”, disse Conway à revista.

Hoje, a IBM promove iniciativas de inclusão de pessoas trans no ambiente de trabalho — como o auxílio em forma de terapia e cursos contínuos de diversidade no ambiente de trabalho. Este ano, a companhia anunciou que deixará de desenvolver tecnologia de reconhecimento facial, em uma medida contra o racismo e a vigilância extrema.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.