Heineken espalha escritórios por SP para deixar trabalho perto das pessoas

Ideia do Grupo Heineken é garantir mais comodidade e oferecer opções de trabalho "fora de casa" além dos dois escritórios de Itu e da Vila Olímpia
Escritório da Heineken: volta ainda não tem data oficial (Karin Salomão/Exame)
Escritório da Heineken: volta ainda não tem data oficial (Karin Salomão/Exame)
Por Victor SenaPublicado em 13/08/2021 12:55 | Última atualização em 16/08/2021 13:06Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Quando anunciou o home office definitivo para os funcionários administrativos, o Grupo Heineken sabia que os escritórios precisariam mudar seu propósito. Sem data oficial para voltar, a empresa reformou as unidades de Itu e da Vila Olímpia, na capital paulista, com foco em áreas mais amplas para colaboração, e agora está transformando espaços dos seus centros de distribuição em diversas cidades paulistas em mini escritórios.

A ideia do Grupo Heineken é garantir mais comodidade e oferecer opções de trabalho "fora de casa" além dos dois escritórios de Itu e da Vila Olímpia, onde há os tradicionais bares para momentos de descontração e conexão entre as pessoas.

Os novos "escritórios", que são chamados de hubs, estão em obras nas cidades de Guarulhos, Embu das Artes e Sacomã. Eles devem ficar prontos até o fim do ano. Na cidade de Sumaré e no bairro paulistano de Sacomã, as obras já estão prontas.

Os dois hubs em funcionamento devem funcionar como aprendizado, segundo a empresa. Em Sacomã são 18 postos e, em Sumaré, 28.

Além de mais comodidade, a Vice-presidente de Pessoas do Grupo, Raquel Zagui, conta que há outro benefício com os mini escritórios. A empresa acaba incentivando a diversidade e a inclusão porque tem pontos de trabalho físico em mais cidades e locais próximos à periferia.

Os funcionários administrativos do Grupo Heineken vão poder voltar aos dois escritórios maiores da empresa até duas vezes por semana depois que o retorno for anunciado.