Carreira

Como usar o método Cornell para melhorar suas anotações nas aulas

O método Cornell é uma ferramenta poderosa para melhorar a leitura e a absorção de informações

 (FG Trade / Getty Images )

(FG Trade / Getty Images )

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 2 de julho de 2024 às 16h16.

A estrutura organizada do método Cornell facilita a revisão e promove um aprendizado mais profundo e eficaz.

Ao seguir os passos desse método de estudos eficaz, você pode melhorar significativamente sua capacidade de absorver e reter informações.

O que é o método Cornell?

Entre as diversas técnicas de estudo, o método Cornell se destaca pela sua eficiência e simplicidade.

Desenvolvido por Walter Pauk, um professor da Universidade de Cornell, na década de 1950, este método foi criado para ajudar estudantes a organizarem suas anotações de maneira a facilitar a revisão e a compreensão do material estudado.

Mas o que é método Cornell? Ele organiza a página de anotações em três seções principais: a coluna de notas, a coluna de perguntas (ou "cues") e a seção de resumo. A coluna de notas é a maior parte da página, usada para anotar informações detalhadas durante a leitura ou aula.

A coluna de perguntas, uma coluna estreita à esquerda, é usada para escrever palavras-chave, perguntas ou conceitos importantes relacionados às notas.

Por fim, a seção de resumo, localizada na parte inferior da página, é onde se faz um resumo conciso das notas, destacando os pontos principais.

Essa estrutura simples, mas eficaz, é o que torna o método Cornell tão valioso e o faz ser usado no cronograma de tantos estudantes!

Quais as vantagens do método Cornell?

Uma das principais vantagens do método Cornell é a organização estruturada que ele proporciona. A estrutura do método Cornell ajuda a organizar as informações de maneira clara e lógica, facilitando a revisão e a compreensão.

Além disso, ele facilita a revisão. As colunas de perguntas e o resumo ajudam a identificar rapidamente os pontos principais e permitem uma revisão eficaz. Isso é bom especialmente quando se está revisando grandes volumes de informações.

Um dos benefícios do método Cornell é que a prática de formular perguntas e identificar palavras-chave promove o pensamento crítico, pois os estudantes são incentivados a pensar de forma crítica sobre o material.

Um objetivo do método Cornell é economizar tempo ao permitir um estudo eficiente. Sua estrutura permite uma revisão rápida e eficiente, economizando tempo durante a preparação para exames ou apresentações.

Além disso, a revisão regular das anotações e o uso de perguntas e resumos ajudam a reforçar a memória de longo prazo. Este processo contínuo de revisão e reforço é fundamental para a retenção de informações.

Por fim, o método Cornell aprimora a concentração no conteúdo e ajuda na memória. A prática de revisar regularmente as anotações e usar perguntas e resumos ajuda a reforçar a memória de longo prazo.

Como usar o método Cornell?

Para saber como usar o método Cornell de forma eficaz, é necessário seguir alguns passos básicos que envolvem a preparação da página, a anotação durante a leitura ou aula, a revisão das notas e a criação do resumo.

Primeiro, para entender como funciona o método Cornell, é preciso começar pela primeira fase: prepare a página dividindo-a em três seções: uma coluna estreita à esquerda, uma coluna maior à direita e uma seção na parte inferior.

No topo da página, escreva o título do tema ou da aula e a data. Isso ajuda a manter suas anotações organizadas e fáceis de referenciar posteriormente.

Durante a leitura do conteúdo que você quer aprender, use a coluna de notas para anotar informações importantes. Escreva de forma clara e organizada, utilizando frases curtas e pontos principais.

À medida que você toma notas, identifique palavras-chave ou formule perguntas que resumam o conteúdo das anotações. Escreva essas palavras ou perguntas na coluna esquerda. Isso ajuda a fazer conexões e facilita a revisão posterior.

Após a leitura ou aula, revise suas anotações para garantir que todas as informações importantes estão registradas. Na seção inferior da página, escreva um breve resumo das notas, que deve encapsular os pontos principais da aula ou texto.

A revisão regular é essencial. Use as perguntas e palavras-chave na coluna esquerda para revisar o conteúdo. Tente responder às perguntas sem olhar as notas detalhadas, pois isso irá testar sua compreensão e memória.

Revisite suas anotações regularmente para reforçar a memória e garantir a retenção de longo prazo. Esse ciclo contínuo de revisão é o que torna o método Cornell tão eficaz na absorção de informações.

Quando usar o método Cornell

Mas quando usar o método Cornell? Ele é versátil e pode ser usado em diversas situações. É ideal para tomar notas durante aulas, pois permite a organização eficiente das informações e facilita a revisão posterior.

Durante as aulas, é comum que os professores apresentem uma grande quantidade de informações em um curto período de tempo. O método Cornell ajuda a capturar e organizar essas informações de forma estruturada.

Além disso, o método Cornell pode ser utilizado durante a leitura de textos acadêmicos, como livros didáticos, artigos e outros materiais acadêmicos. Com ele, você pode revisar e compreender melhor o material.

Isso é especialmente útil durante a preparação para concursos públicos ou vestibulares, quando é necessário revisar uma grande quantidade de informações em um curto período de tempo.

O método Cornell também é útil para profissionais durante reuniões e palestras. Capturar os pontos principais e organizá-los de maneira estruturada facilita a referência futura e a preparação de relatórios ou apresentações.

Além disso, a estrutura do método Cornell facilita a revisão e a preparação para exames. Permite uma absorção mais eficaz das informações, pois organiza os pontos principais e facilita a revisão.

Outros métodos de estudo

Embora o método Cornell seja eficaz, é importante conhecer outros métodos de estudo que podem aprimorar ainda mais a absorção de informação.

Fichamento

O fichamento é uma técnica de estudo que envolve o registro de informações relevantes de textos, como livros e artigos. O fichamento ajuda a sintetizar informações de forma estruturada, tornando mais fácil revisitar seu material.

Mapas mentais

Os mapas mentais são representações gráficas de informações que mostram a relação entre diferentes ideias e conceitos. Os mapas mentais são especialmente úteis para visualizar e organizar informações, facilitando a memorização.

Pomodoro

A técnica Pomodoro é um método de gerenciamento de tempo que ajuda a melhorar a concentração. A técnica Pomodoro ajuda a manter a concentração e a evitar a procrastinação, permitindo que você trabalhe de forma produtiva.

Você quer saber mais a respeito de estudos, produtividade e vida profissional?

Acompanhe tudo sobre:Guia de Carreira

Mais de Carreira

Veja 6 estratégias essenciais para empreender no Brasil, segundo o treinador Bernardinho

Da roça para Paris: a história inspiradora do atleta “Maranhão” que irá disputar as Olimpíadas

De estilista a presidente: os 4 passos para alcançar o sucesso, segundo a CEO do Grupo Malwee

Arteris investe em educação corporativa para lidar com desafios de diversidade geracional

Mais na Exame