• AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
  • AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
Abra sua conta no BTG

EAD vira saída para melhor qualificação entre profissionais da Geração Z

Em um mercado de trabalho em mudança constante, estudar remotamente torna-se um diferencial
 (Getty Images/Westend61)
(Getty Images/Westend61)
Por Da RedaçãoPublicado em 26/11/2020 15:55 | Última atualização em 26/11/2020 15:55Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Nascida entre 1995 e 2005, a Geração Z, sem dúvidas, está muito mais conectada do que as gerações anteriores. Entretanto, um recente levantamento realizado pela PRAVALER, fintech de soluções financeiras, mostrou que 80% desses jovens tiveram seu primeiro contato com tecnologias educacionais de ensino remoto durante a pandemia. 

Surpreendentemente, o número revelou que a geração ainda caminha em passos lentos na educação online, tão necessária nos dias atuais. Embora a Geração Z esteja mais aberta a oportunidades relacionadas ao mercado de trabalho, ainda há uma necessidade de compreender que a educação online é chave para construir e aprimorar a carreira profissional. 

Apesar de ser uma população mais íntima do digital e por um comportamento menos pessoal e mais online, a ausência do contato social é determinante para o desinteresse do estudante em fazer o estudo online”, explica Nilson Filatieri, CEO da HeroSpark, solução para empreendedores digitais. Mais do que a falta de interação humana, Filatieri acredita que há a necessidade de haver um ambiente adequado para uma rotina de estudos. “O local de estudo será fundamental para que o jovem tenha estímulo para o estudo online.”

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, obter uma graduação pode não ser o suficiente. “Hoje, terminar a graduação apenas não basta. Participar de cursos de curta duração, MBAs, cursos técnicos e outras formas de especialização faz com que o profissional tenha uma linha de atuação mais definida”, aconselha Filatieri. Sobre isso, um estudo realizado pela Gama Academy, o Tech Jobs Report, aponta que 66% das 55 empresas mapeadas em todo o Brasil enfrentam dificuldades na contratação de profissionais pela falta de qualificação técnica dos candidatos. Os cursos de menor duração, sobretudo com foco em tecnologia, podem resolver esse problema. Além do mais, muitos deles acontecem online.

Uma das maiores vantagens da educação online é a possibilidade do aprendizado contínuo, o que possibilita um maior direcionamento na carreira do jovem. “Além disso, complementar seus conhecimentos pode abrir muitas portas no mercado de trabalho, já que a demanda maior é justamente por profissionais especializados e focados em determinadas áreas”, afirma o CEO 

Ainda de acordo com o especialista, a educação online não é mais uma questão de escolha por parte dos estudantes. “O uso das novas tecnologias já faz parte da vida dessas novas gerações fora da sala de aula. Por isso, a sua aplicação em benefício de um maior aprimoramento na carreira profissional é um caminho fundamental para trilhar um futuro brilhante”, complementa Filatieri.

Somente em 2020, a HeroSpark teve mais de 3,5 milhões de alunos em quase 50 mil cursos criados. “Notamos essa tendência de novas matrículas neste ano. Se compararmos aos outros anos, tivemos um aumento significativo na procura por qualificação online. A pandemia, certamente, trouxe à tona a necessidade de nos qualificarmos constantemente”, pontua o CEO. 

Atualmente recém-formada, a Geração Z deve enfrentar o fim de carreiras, redução de salários e benefícios. “Penso que o mercado de trabalho mudou e permanecerá em mudança na medida que encontrarmos mais complexidade e incerteza do que no passado. Isso certamente será normal até o fim da pandemia. Quando mais preparado estiver esse profissional, melhores serão suas chances de sucesso no longo prazo.”, concluiu Filatieri. 

Veja Também

Educação financeira é assunto de criança, sim
Um conteúdo Bússola
Há 3 horas • 4 min de leitura

Educação financeira é assunto de criança, sim

PSDB cancela reunião que definiria apoio a Tebet
Brasil
Há 3 horas • 3 min de leitura

PSDB cancela reunião que definiria apoio a Tebet

Golpes com criptomoedas e NFTs: como evitar ser a próxima vítima
Future of Money
Há 3 horas • 1 min de leitura

Golpes com criptomoedas e NFTs: como evitar ser a próxima vítima

Em Davos a preocupação é uma só: a inflação global
Mundo
Há 3 horas • 3 min de leitura

Em Davos a preocupação é uma só: a inflação global

Conta de artista famoso é invadida e hackers roubam R$ 2,1 mi em NFTs
Future of Money
Há 3 horas • 2 min de leitura

Conta de artista famoso é invadida e hackers roubam R$ 2,1 mi em NFTs

Criptoativos são destaque no Fórum Econômico Mundial em Davos
Future of Money
Há 3 horas • 3 min de leitura

Criptoativos são destaque no Fórum Econômico Mundial em Davos