Desemprego assombra trabalhadores no mundo e, em especial, no Brasil

Mais da metade dos trabalhadores no mundo estão preocupados em perder o emprego, diz Fórum Econômico Mundial. Brasileiros estão entre os mais assustados

Mais da metade dos trabalhadores no mundo todo estão preocupados em perder seus empregos, de acordo com uma pesquisa para medir a insegurança no mercado de trabalho causada pela crise de coronavírus.

A pesquisa com 12.430 pessoas para o Fórum Econômico Mundial mostrou que 54% delas estão “muito preocupadas” ou “um pouco preocupadas” em perder o emprego no próximo ano. Os entrevistados fazem parte de 27 países, incluindo quase todas as economias do G-20.

desemprego_medo_bloomberg.jpg Fatia dos entrevistados que revelou estar preocupada com a perda de emprego. A cor azul em tons mais claros indica menor preocupação; em tons mais escuros, maior

Fatia dos entrevistados que revelou estar preocupada com a perda de emprego. A cor azul em tons mais claros indica menor preocupação; em tons mais escuros, maior (Reprodução/Bloomberg)

O relatório destaca a angústia coletiva sobre os meios de subsistência causada pela crise de coronavírus, justo quando um novo surto de casos na Europa ressalta a persistência da pandemia. No mês passado, a Organização Internacional do Trabalho estimou que os danos causados foram equivalentes a 500 milhões de empregos no segundo trimestre.

Os russos se mostraram os mais preocupados: 75% dos entrevistados revelaram estar preocupados com o emprego. Na Alemanha, em contraste, o resultado equivalente foi de apenas 26%.

A pesquisa da Ipsos com adultos em idade ativa, realizada entre 25 de setembro e 9 de outubro, também perguntou se poderiam aprender e desenvolver habilidades para os empregos do futuro com o empregador atual.

A Espanha obteve a pontuação mais alta, onde 86% dos entrevistados afirmaram isso. Japão, Suécia e Rússia tiveram os piores resultados: menos de 50% responderam que podem aprender essas habilidades no trabalho.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.