Cursos para executivos do alto escalão incluem a temática do carbono

Há programas em diferentes instituições de ensino que abordam a gestão estratégica e precificação do carbono
ESG: universidades e instituições ofecerem cursos online sobre o tema (Thinkstock/DusanManic/Thinkstock)
ESG: universidades e instituições ofecerem cursos online sobre o tema (Thinkstock/DusanManic/Thinkstock)
R
Redação

Publicado em 05/10/2021 às 08:00.

Última atualização em 06/10/2021 às 22:11.

A precificação de carbono é um dos temas abordados no programa C-Level da Fundação Getulio Vargas (FGV). Trata-se de um curso de curta duração voltado para a alta gestão – CEOs, CFOs, CMOs, CHROs, CIOs e COOs. 

O objetivo do programa, que também aborda a sustentabilidade como estratégia competitiva, é promover entre os participantes temas estratégicos que permitam um aprofundamento em assuntos conjunturais. 

Completam a lista de assuntos do programa C-Level da FGV investimentos no exterior, liderando a disrupção digital, negociação estratégica, organizações “data driven” e liderando com analytics e negociação, entre outros. 

A FGV tem ainda um curso específico chamado “Gestão Estratégica de Carbono”, que apresenta alternativas para redução do efeito estufa e dos seus impactos ambientais. Aborda ainda as negociações internacionais para a diminuição das consequências das mudanças climáticas e o mercado de carbono no Brasil e no mundo.

A economia do carbono zero é um dos temas abordados no MBA Executivo em ESG e Impact, realizado pela Trevisan Escola de Negócios em parceria com a EXAME Academy. O objetivo do programa é ajudar os gestores a entenderem em profundidade os potenciais impactos no desempenho de negócios e empresas a partir de eixos centrais que medem a sustentabilidade, o impacto social de investimentos e operações empresariais e a geração de valor. 

Na educação continuada da PUC-Rio, o programa “Gestão de Carbono e Sustentabilidade” apresenta e debate as formas de redução de emissões de carbono nos vários setores da economia brasileira. Além disso, aborda como implementar a óptica da sustentabilidade na gestão empresarial e apresenta as medidas de adaptação às mudanças climáticas, bem como discute políticas de regulação de emissões de carbono.

Já a Embrapa tem um curso gratuito voltado para o setor do agronegócio. “Tecnologias para agricultura de baixo carbono” aborda as ações governamentais e políticas públicas voltadas para a agricultura de baixa emissão de carbono e apresenta os aspectos gerais das tecnologias agrícolas que podem ser aplicadas no campo para reduzir as emissões.