Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

As lições do psicólogo da escola militar West Point contra o burnout

Uma das mais prestigiadas escolas militares dos Estados Unidos é, também, um lugar de muita pressão sobre cadetes treinados para lidar com situações estressantes. Veja a receita deles para minimizar o risco do burnout

Poucos seres humanos sabem mais sobre como se manter motivado em condições não ideais do que Nate Zinsser, autor do livro The Confident Mind: A Battle-Tested Guide to Unshakable Performance (A Mente Confiante: Um Guia Comprovado na Prática para um Desempenho Inabalável). Ele dirige o programa de psicologia do desempenho na Academia Militar dos Estados Unidos em West Point, onde busca imbuir seus cadetes com a fortaleza mental e emocional para se manterem positivos durante um exaustivo programa de quatro anos e subsequentes desdobramentos militares.

Cansaço? Estafa? Burnout? A EXAME te ajuda a resetar sua mente: clique e descubra como.

“Eles são muito ambiciosos e ansiosos para aprender e, nesse sentido, são alunos maravilhosos”, diz Zinsser. Mas eles também são “cães alfa”, diz ele, produtos da “cultura perfeccionista de nossa sociedade", “vai-vai-vai”, “mais é melhor”, “só durmo quando morrer”. E isso apresenta alguns desafios.

Não é preciso ser um oficial da West Point para enfrentar pressões culturais semelhantes. Aqui estão as dicas de Zinsser para evitar um burnout:

Administre seus combustíveis

Zinsser começa as discussões sobre o esgotamento definindo o termo literalmente, ou seja, uma fogueira que se apaga porque fica sem combustível. Metaforicamente, de que combustível seu fogo pessoal precisa para permanecer aceso? “Precisamos otimizar a capacidade de produção de combustível do sono, do estado emocional e dos contínuos processos de pensamento”, diz ele. “É preciso gerenciar os três cuidadosamente.”

Volte-se para a alegria

Emoções negativas consomem combustível. “Cuidado para não cair no medo, na raiva, no ciúme ou na inveja”, diz ele. É possível evitar isso ao encontrar uma engrenagem emocional positiva de apreciação ou gratidão. Para os cadetes, Zinsser sugere canalizar os sentimentos de dar ou receber um presente maravilhoso. “É uma habilidade que pode ser aprendida, embora cheia de truques”, diz.

Treine-se para relaxar em determinado momento

Zinsser demonstra uma técnica de relaxamento de mais de 50 anos na qual os cadetes acalmam seus corpos, se concentram na respiração e repetem uma palavra simples e reconfortante como "fácil", "calmo", "paz" ou uma palavra com algum significado religioso pessoal. “Assim, o indivíduo basicamente descansa o cérebro, com mudanças fisiológicas na pressão arterial, frequência cardíaca, consumo de oxigênio e acúmulo de lactato no sangue”, diz ele. Alguns cadetes praticam isso na sala de musculação entre as séries de levantamento.

Os alunos de Zinsser precisam especialmente dessa habilidade, porque suas missões geralmente envolvem longas horas, condições desafiadoras e datas desconhecidas de término. Ele os ensina a identificar intervalos de 2 a 10 minutos em que podem largar as mochilas, sentar-se e chegar rapidamente a um estado de relaxamento profundo. “É criar o hábito de se autorregular sob demanda”, diz ele. “Fazer isso algumas vezes por dia durante cinco minutos é muito, muito valioso.”

Seja ganancioso com sua energia

Se você não consegue controlar algo, diz ele, "não desperdice energia física, mental ou emocional". Ele aconselha a considerar coisas como seu chefe ou sua agenda de trabalho como "forças da gravidade". Reclamar sobre elas não oferece nenhum benefício tangível, mas cria tensões sutis que sugam a energia. “Não se irrite, ou reclame, nem de qualquer forma reaja aos elementos incontroláveis ​​de sua vida”, diz Zinsser. “Dedique o mínimo absoluto de energia a essas coisas”.

Afirme suas necessidades

A ideia não é ignorar seus verdadeiros sentimentos ou o seu eu, mas obter o necessário para atingir seus melhores resultados. “Faça as coisas de que você precisa para ter sucesso e energia em um ambiente não ideal”, diz ele. Se precisar ir dormir cedo, aceite; se precisar se preparar para uma apresentação, faça isso; se precisar de uma massagem, vá até ela. “Estamos ensinando os alunos”, diz ele, “a dizer não a muitas coisas”.

Tradução de Anna Maria Dalle Luche

Pensando em mudar de carreira? Invista na sua carreira com o maior portal de negócios. Assine a EXAME.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também