A empresa pode acabar com o estacionamento para empregados?

Advogado explica se é permitido que empresas deixem de fornecer vagas de estacionamento para seus funcionários

*Resposta de Marcelo Mascaro Nascimento, sócio do escritório Mascaro Nascimento Advocacia Trabalhista e diretor do Núcleo Mascaro

Em primeiro lugar é preciso lembrar que não há determinação legal que obrigue a empresa a fornecer estacionamento para os funcionários que utilizam o carro como meio de transporte ao trabalho. A exceção fica por conta de deficientes físicos, que, por lei, devem ter vaga que facilite sua acessibilidade na empresa.

Agora, a empresa pode decidir por vontade própria conceder estacionamento, como um benefício, ao funcionário. Nesse caso, uma vez que isso seja feito de modo habitual, fica incorporado ao contrato de trabalho e não pode ser suprimido. O artigo 468 da CLT determina que só podem ocorrer alterações nas condições de trabalho por mútuo consentimento e, ainda assim, desde que não resultem, direta ou indiretamente, em prejuízos ao funcionário.

Uma terceira possibilidade é o caso do estacionamento ser um benefício concedido por acordo coletivo ou convenção coletiva. Neste caso, existe um prazo de validade e suas cláusulas vencem dentro do prazo estabelecido no documento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.