Um conteúdo Bússola

TRENDS: Depois da Black Friday, o Natal

Quais ações de marketing ainda podem ser feitas para o fim do ano?

A

Alexandre Loures e Flávio Castro

30 de novembro de 2022, 19h15

Uma pesquisa da NielsenIQ|Ebit, em parceria com a Bexs Pay, registrou um declínio de faturamento na Black Friday deste ano, em relação a 2021. Segundo a Linx, o número de queda é de 14% no comércio eletrônico, comparado ao ano passado.

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Com uma conta gratuita.

Faça parte

É sabido que a Black Friday, no Brasil, é chamada por alguns consumidores, de “Black Fraude”, por ter em seu histórico empresas que maquiavam os preços dos produtos, oferecendo um desconto fictício.

Continua após a publicidade

Talvez por isso que possíveis clientes ainda desconfiem de promoções e recorram a sites de pesquisa, seja para compararem valores ou até mesmo registrarem reclamações acerca de determinadas propagandas enganosas.

Veja também

A primeira edição no Brasil aconteceu em 2010, mas ainda está conquistando o público brasileiro.

Já o Natal é época de grande movimento na economia por aqui, há tempos. A maioria dos brasileiros já recebeu o décimo terceiro e costumam gastar mais, presenteando seus entes queridos.

O que mudou foi a forma de comprar.

De acordo com uma pesquisa da Criteo, empresa de Commerce Media, o digital será o método favorito de compras em 2022.

Anos atrás, lojas físicas, de rua ou shoppings, ficavam repletas de clientes ávidos por escolher presentes para as festas de fim de ano.

Pós pandemia, o cenário mudou.

Consumidores já se acostumaram a compras online e especialistas preveem que as vendas do varejo atingirão um recorde neste ano.

Estudos apontam que 76% dos brasileiros planejam fazer suas compras por meio de sites, aplicativos e redes sociais usando, na maioria das vezes, seus celulares e computadores.

Lojas físicas também representam um número significativo, atraindo clientes mais tradicionais, mas essa fatia, por incrível que pareça, é menor.

Online ou presencial, é fato que o brasileiro consome mais no fim do ano. Aproveitar essa época é fundamental para qualquer marca.

Já falamos inúmeras vezes por aqui que a presença omnichannel é estratégia para se destacar nesse mercado competitivo.

O marketing digital pode ser usado, com rapidez e eficácia, para criar campanhas atraentes, que vão de encontro com a necessidade, e o desejo, da maioria das pessoas em época de Natal e fim de ano.

Para isso, é importante entender o contexto e estar atento ao que representa não só a comemoração do Natal, como também, o histórico de um ano desafiador, marcado pela volta de grandes shows e eventos, Copa do Mundo e uma polarização política acirrada.

Se por um lado houve um retorno “à vida normal”, por outro, a ansiedade e insegurança foram uma constante em 2022, por diversos motivos.

Essa informação é absolutamente relevante para qualquer ação que tem como expectativa a divulgação de uma marca e a venda de qualquer produto ou serviço. A Duracell usou o marketing focado na nostalgia e criou filmes que trazem cenas que retratam momentos compartilhados entre pais e filhos. A família é foco da campanha que traz à tona momentos aconchegantes e a importância dos vínculos.

Histórias são sempre bem-vindas, ainda mais em época de Natal e férias. Quem não tem um momento memorável nessas datas?

A infância é um período de muitas lembranças. Férias também. Natal idem.

Trazer à tona esses momentos, vinculados a uma marca, usando a criatividade, trabalhando com as tantas ferramentas disponíveis, não é tarefa difícil.

Fundamental entender o que a sua empresa quer mostrar nesse período tão significativo, ainda mais neste ano que está terminando.

Não basta só uma curadoria de presentes, cupons, descontos e afins. Isso todo mundo faz.

O que fará a diferença é a relação que for construída, a partir de uma experiência, de um incentivo.

Pense no que representa o Natal em 2022.

Pense no que representa uma temporada de férias neste ano de altos e baixos. Concentre-se na esperança que o Ano Novo sempre traz.

Trace um plano. Seja gentil. Ofereça não só seu produto ou serviço, mas também um pouco do carinho que sua empresa pode dar a quem te prestigia durante 365 dias por ano.

Se for possível, colabore com outras marcas, faça parcerias, ouse. Ainda dá tempo de fazer a diferença em 2022.

Espalhe essa alegria ao seu cliente e entenda que os vínculos, quando valorizados, serão celebrados, seja no Natal ou no ano inteiro.

Leia mais:

Estratégias de marketing digital para avançar nesta temporada de férias

15 ideias de marketing para as marcas que estão começando a agir tarde nessas férias

O anúncio de férias da Duracell se baseia no poder nostálgico dos filmes caseiros

Compras de fim de ano serão feitas em smartphone, diz estudo

Faturamento na Black Friday cai em relação a 2021

Black Friday gera memes e reclamações nas redes: ‘Mesmos preços’

*Alexandre Loures e Flávio Castro são sócios do Grupo FSB

Este é um conteúdo da Bússola, parceria entre a FSB Comunicação e a Exame. O texto não reflete necessariamente a opinião da Exame.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

VEJA TAMBÉM:

Continua após a publicidade

Últimas notícias

ver mais
Um conteúdo BússolaAnálise do Alon: O gato escaldadoHá 2 meses • 3 min de leitura
Um conteúdo BússolaVeja como se tornar um líder triple AHá 2 meses • 5 min de leitura

Continua após a publicidade

Brands

ver mais

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais