Tapajós planeja projeto de expansão com 110 novas lojas em 2022

Líder do varejo farmacêutico no Norte do Brasil prevê quase dobrar a capilaridade
Fernando Ferreira: principal foco do projeto de expansão é a bandeira Flexfarma, por meio do sistema de franquias (Divulgação/Divulgação)
Fernando Ferreira: principal foco do projeto de expansão é a bandeira Flexfarma, por meio do sistema de franquias (Divulgação/Divulgação)
Por BússolaPublicado em 03/01/2022 11:16 | Última atualização em 03/01/2022 11:16Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O Grupo Tapajós, referência no varejo farmacêutico na região norte e uma das 12 maiores redes do setor no Brasil, estipulou a meta ambiciosa de abrir 110 novos pontos de venda no próximo ano. A concretização do plano quase dobraria a capilaridade da companhia, hoje com 125 lojas em quatro estados — Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima.

O grupo sustenta o plano de expansão na Drogaria Santo Remédio, bandeira premium com 50 unidades em Belém e Manaus. A expectativa é chegar a cerca de 60. Mas a principal aposta reside na Flexfarma, que desde setembro opera no sistema de franquias.

Até a incursão nesse segmento, a Flexfarma mantinha 16 lojas próprias. “A transformação do modelo de negócios permitirá acelerar o crescimento. Projetamos cem novas unidades, preservando a essência de uma rede econômica, mas com um vasto mix de medicamentos, produtos de perfumaria e conveniência”, diz Fernando Ferreira, diretor comercial, de marketing e consumer experience da companhia.

A Flexfarma é uma rede consolidada na região, cujo faturamento mensal supera R$ 7 milhões. Para estimular o interesse de empresários locais, o grupo isenta o franqueado de taxa de adesão e acompanha todo o processo de viabilidade econômica. “Prestamos consultoria completa, desde análise de viabilidade do negócio à escolha do ponto, convênios com empresas, precificação, treinamento de colaboradores e suporte no uso dos softwares de gestão, assim como na manutenção do mix”, declara Ferreira.

Em um primeiro momento, o objetivo é concentrar a expansão nos estados onde a companhia já está presente. De acordo com a consultoria Iqvia, o varejo farmacêutico do Norte do país vem registrando alta de 25% nas vendas nos últimos 12 meses até setembro, acima da média ligeiramente superior a 10% em mercados maduros como São Paulo.

Hub de saúde

Com 1,5 milhão de clientes atendidos mensalmente, a rede priorizará duas frentes de atuação no próximo ano. Uma delas será investir no papel da farmácia como um hub de saúde. “Manaus, nossa cidade de origem, foi uma das capitais mais afetadas pela pandemia, o que fortaleceu a relevância do setor na oferta de serviços como vacinas, atenção farmacêutica e relacionamento com a classe médica”, afirma Ferreira.

Outro foco para 2022 será a transformação digital, sendo a inauguração do e-commerce do grupo uma das primeiras etapas, ainda no primeiro trimestre. “Escolhemos os melhores fornecedores para que a navegabilidade fosse incrível, com uma compra ágil e que demandasse poucos cliques. Também buscamos gerenciar os estoques para que tudo que ofertamos no site seja entregue sem ruptura e no menor tempo”, diz o executivo.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedIn | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também