Um conteúdo Bússola

Startup de alinhadores ortodônticos transparentes busca triplicar operação

Alavancada por crescimento do mercado, healthtech aumentou 70% time de funcionários, esperando crescer 200% em 2022
Startup foi comprada por grupo suíço em 2021 (Bojan89/Thinkstock)
Startup foi comprada por grupo suíço em 2021 (Bojan89/Thinkstock)
Por BússolaPublicado em 26/05/2022 14:35 | Última atualização em 27/05/2022 13:57Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Contando com um crescimento na categoria de 40% neste ano, a Smilink, considerada uma das principais healthtechs do setor odontológico no Brasil, está projetando dar um salto e crescer 200% em 2022, na comparação com o ano passado. "Para isso, aumentamos nossa equipe de funcionários em 70% e investimos em ativos chave como nosso centro de treinamento de melhoria contínua em São Paulo”, diz Marcos Boysen, CEO e fundador da companhia.

Fundada por Boysen, a Smilink foi adquirida em agosto de 2021 pelo Straumann Group, empresa suíça líder global em odontologia estética. Com mais de 7.500 funcionários em todo o mundo, a companhia desenvolve, fabrica e fornece implantes dentários, instrumentos, biomateriais, próteses CADCAM, equipamento digital, software e alinhadores transparentes para aplicações na odontologia de substituição, restauração e prevenção.

Desde a aquisição, a Smilink já tratou milhares de pacientes. "Várias empresas líderes do mercado estão fechando parcerias com a Smilink com benefícios para seus funcionários o que reflete o crescimento do interesse na categoria”, afirma Boysen.

Com a utilização de tecnologia alemã de impressão 3D, os alinhadores transparentes são confeccionados na fábrica do grupo em Curitiba (PR).

O produto conta com recortes sob medida a fim de serem eficazes ao longo do tratamento. “Nós importamos a tecnologia ClearQuartz, um material multicamada de última geração e de uso exclusivo para a produção de alinhadores desenvolvido pelo grupo e fabricado nos Estados Unidos”, diz Marcos.

Aporte de tecnologia

Segundo Pablo Inones, COO da Smilink, os aportes financeiros e técnicos do Straumann Group foram importantes para desenvolver e expandir ainda mais a startup no mercado com um fluxo de trabalho digital, profissionais credenciados e materiais de qualidade para o tratamento em cada etapa. “Em vez de excluir o dentista, o modelo os incorpora para garantir que todo paciente receba um acompanhamento clínico adequado”, afirma Pablo.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Tecnologia na saúde pode ser maior aliada das mães no mercado de trabalho

Inscreva-se: assista grátis documentário sobre marketing de influência

F5, do Grupo FSB, lança podcast sobre ecossistema de inovação