Senador Roberto Rocha dispara nas redes e sobe 44 posições no ranking em uma semana

FSBinfluênciaCongresso lista semanalmente parlamentares que mais se destacam nas redes sociais

Anfitrião do presidente Jair Bolsonaro em Alcântara (MA) nos últimos dias, o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) disparou no ranking FSBinfluênciaCongresso, que mede o prestígio parlamentar nas redes sociais. Ele subiu 44 posições em uma semana e chegou a 15º, após estar em evidência no noticiário. Presidente da Comissão Mista da Reforma Tributária, tema constante em suas publicações, ele também ganhou visibilidade ao ser  indicado para relatar a proposta que deverá ter prioridade de tramitação no Congresso.

Outro nome que avançou foi Paulo Paim (PT-RS), relator da adesão do Brasil à Convenção Interamericana contra o Racismo, aprovada na semana passada. Com posts sobre o tema e, principalmente, sobre a vacinação contra a Covid-19, ele retornou ao levantamento em 14º após subir sete colocações. O colega petista Rogério Carvalho (SE) também progrediu cinco posições e alcançou o 8º lugar.

A semana foi de pouca movimentação entre os 15 mais influentes do Senado nas redes sociais. Os senadores Humberto Costa (PT-PE) e Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) estão no topo do ranking, em 1º e 2º respectivamente. Com quatro nomes, o Podemos é o partido com mais integrantes na lista, seguido pelo PT, com três.

Confira aqui o ranking da semana no Senado Federal.

Câmara dos Deputados

A ascensão do deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) no ranking FSBinfluênciaCongresso é o destaque da semana entre 9 e 15 de fevereiro. Os posts diários variados, inclusive sobre temas como o programa de TV Big Brother Brasil, ajudaram-no a saltar nove posições e atingir o 9º lugar. O parlamentar, que tem como profissão o jornalismo, é nome constante no levantamento, que lista os 20 integrantes da Câmara dos Deputados mais influentes nas redes sociais.

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) também teve bom desempenho nos últimos dias. Ele subiu quatro colocações e voltou ao ranking em 17º, após deixar o pelotão de frente na semana anterior. Já a pior atuação foi do Sargento Fahur, que caiu sete lugares e estacionou em 20º. Outro parlamentar que perdeu três posições e ficou em 10º foi Kim Kataguiri (DEM-SP), presença frequente no levantamento.

Nos primeiros lugares, a principal movimentação foi da deputada Bia Kicis (PSL-DF), cotada para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Ela recuperou o 3º lugar, posição que costuma ocupar, ao tirar do posto André Janones (Avante-MG), que caiu para 4º. Os líderes do ranking continuam a ser Carla Zambelli, em 1º, e Eduardo Bolsonaro, em 2º, ambos do PSL de São Paulo. O partido domina o FSBinfluênciaCongresso, com oito integrantes.

Confira aqui o ranking da Câmara dos Deputados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também