Acompanhe:

Quer reconhecer firma sem sair de casa? Veja como

Serviço permite o envio e o reconhecimento eletrônico de assinaturas e completa a migração de 100% dos atos notariais para a forma online

Modo escuro

Continua após a publicidade
Para acessar o serviço será preciso ter um certificado digital (BernardaSv/Thinkstock)

Para acessar o serviço será preciso ter um certificado digital (BernardaSv/Thinkstock)

B
Bússola

Publicado em 28 de junho de 2022 às, 19h00.

Última atualização em 28 de junho de 2022 às, 19h14.

Por Bússola 

A partir de junho, o reconhecimento de assinaturas pode ser feito digitalmente em cartórios de notas de todo o país. A novidade permite ao cidadão encaminhar digitalmente um documento para o tabelionato pelo site, assiná-lo eletronicamente, ter a sua assinatura reconhecida pelo tabelião e, em seguida, remeter o documento digital para os destinatários finais. 

O lançamento completa a migração total dos atos notariais para o meio eletrônico, iniciada em maio de 2020 com a publicação do Provimento nº 100 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e que já permite a prática de diversos serviços de forma online pela plataforma e-Notariado, como as escrituras públicas de compra e venda de imóveis, doação, partilha, inventário, união estável, entre outras, além de atos como procurações, testamentos, apostilamentos e autenticações de documentos, que já totalizam mais de 1,6 milhão atos digitais somente no estado de São Paulo. 

“Com este lançamento completamos a migração de 100% dos atos notariais para o meio digital, podendo, a partir de agora, o cidadão escolher entre ir a um cartório de notas ou então fazer o serviço de forma eletrônica”, afirma Daniel Paes de Almeida, presidente do Colégio Notarial do Brasil - Seção São Paulo.  

“Trata-se de uma facilidade para os usuários, que ganham em comodidade e agilidade, dado que não precisam mais se deslocar até o cartório. Agora o tabelionato está no celular dos usuários. Além disso, com a plataforma de reconhecimento de assinaturas será possível ter a certeza e a confiança de que aqueles documentos digitais estão certificados por um notário, garantindo a segurança jurídica e a eficácia dos negócios pessoais e patrimoniais das pessoas”, declara. 

Para realizar o reconhecimento de assinatura de forma eletrônica, o usuário deverá possuir um certificado digital notarizado, que pode ser emitido gratuitamente pelo site, procedimento onde o tabelião fará a identificação do cidadão e o vinculará àquele certificado, que terá validade de três anos.  

De posse desse certificado, será possível acessar o site, enviar o documento que necessita ter a assinatura reconhecida, indicar quais são as pessoas que precisam assiná-lo, realizar a assinatura de forma eletrônica e remeter o documento ao destinatário final, em um serviço que levará poucos minutos e terá o mesmo preço que o ato físico, feito no balcão dos Cartórios e é tabelado por lei estadual em cada um dos Estados do país.

Lançada em junho de 2020, em meio às restrições de deslocamentos causadas pelo ápice da crise sanitária no país, a plataforma e-Notariado, regulamentada nacionalmente pelo Provimento nº 100 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), agora permite a prática de 100% dos atos notariais em meio eletrônico, entre eles todos as escrituras, procurações, testamentos e atas notariais.  

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube 

Veja também

Além da aula online: como a tecnologia pode impactar o processo educacional 

De RH à moda: empresas apostam em NFTs para diversificar e gerar negócios 

Fintech cresce 20% ao ano e valida R$ 4 bi de empréstimos ao mês com AI 

Últimas Notícias

Ver mais
Pets, investimentos e IA generativa: 3 tendências no Web Summit Rio
seloNegócios

Pets, investimentos e IA generativa: 3 tendências no Web Summit Rio

Há 3 horas

Eles criaram um app para estimular o "chamego" entre as pessoas negras. E devem faturar R$ 2 mi
seloNegócios

Eles criaram um app para estimular o "chamego" entre as pessoas negras. E devem faturar R$ 2 mi

Há 13 horas

Quer um jatinho para Nova York? Essa startup fatura R$ 9 milhões agilizando a vida dos ultrarricos
seloNegócios

Quer um jatinho para Nova York? Essa startup fatura R$ 9 milhões agilizando a vida dos ultrarricos

Há um dia

Os FIDCs estão na idade da pedra. A Black 101 quer trazê-los para a era da IA
Exame IN

Os FIDCs estão na idade da pedra. A Black 101 quer trazê-los para a era da IA

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais