A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Protestos contra governo Bolsonaro mobilizam redes de senador petista

Na Câmara, Túlio Gadêlha dispara no ranking FSBinfluênciaCongresso

Por Bússola

Os protestos realizados contra o governo Bolsonaro agitaram as redes sociais do senador Rogério Carvalho (PT-SE) e o ajudaram a avançar três posições no ranking FSBinfluênciaCongresso. Os posts com fotos, vídeos e reportagens sobre as manifestações no fim de semana bateram recordes de engajamento nos perfis do parlamentar. Um deles obteve mais de 7 mil curtidas e mais de mil compartilhamentos no Twitter, fazendo o petista atingir a 10ª colocação entre os 15 mais influentes do Senado.

O ranking, produzido pelo Instituto FSB Pesquisa, mede a popularidade dos parlamentares nas redes sociais.

Os senadores Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Kátia Abreu (PP-TO) e Luís Carlos Heinze (PP-RS) também ganharam terreno na semana entre 25 e 31 de maio. Com intensa atuação nas redes sociais, avaliando temas variados da política, Kajuru costuma estar entre os líderes do ranking e assegurou o 6º lugar nesse período. Em sentido oposto seguiram Álvaro Dias (Podemos-PR), Renan Calheiros (MDB-AL) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Mesmo com a participação na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, Calheiros recuou para a 11ª posição, assim como Vieira, que retrocedeu para 13ª.

O topo do ranking que mede os mais populares em redes sociais manteve-se inalterado, sob comando de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) em 1º, Humberto Costa (PT-PE) em 2º, e Marcos Rogério (DEM-RO) em 3º. O Podemos, com três nomes, continua a ser o partido com maior número de integrantes no levantamento, mas com pequena vantagem em relação aos demais. PT, Rede, Cidadania e PP possuem dois representantes na lista cada um.

Câmara

Com as manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro, o deputado da oposição Túlio Gadêlha (PDT/PE) foi o grande destaque das redes sociais na última semana, subindo 23 posições no ranking, ocupando dessa forma o 11º lugar. Outro oposicionista que também ganhou relevância foi o deputado David Miranda (PSOL-RJ), que avançou 15 posições, chegando ao 12º lugar.

A liderança da pesquisa, no entanto, se manteve com três deputados do PSL: Carla Zambelli (SP) em 1º lugar; Bia Kicis (DF) em 2º, e Eduardo Bolsonaro na 3ª colocação. Entre os TOP 20 da Câmara dos Deputados, o Pastor Marco Feliciano (Republicanos-SP) foi o que mais recuou no ranking, caindo cinco posições e ocupando o 14º lugar. Paulo Martins (PSC-PR) e Paulo Pimenta (PT-RS) também perderam quatro posições cada em relação à semana anterior, ficando assim no 17º e no 18º lugar, respectivamente.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também