Bússola

Um conteúdo Bússola

Prio investe em patrocínio de grandes eventos culturais da cena carioca

Petroleira carioca acaba de fechar patrocínio com a ArtRio

Projetos vão do teatro aos festivais de arte (Prio/Divulgação)

Projetos vão do teatro aos festivais de arte (Prio/Divulgação)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 4 de julho de 2023 às 16h20.

Última atualização em 4 de julho de 2023 às 17h28.

A Prio, maior empresa independente de óleo e gás do Brasil, pioneira na recuperação e aumento da vida útil de campos em produção, acaba de fechar patrocínio com a ArtRio, que chega a 13ª edição em setembro, na Marina da Glória. O apoio a uma das mais importantes feiras de arte da América Latina se soma a um leque de iniciativas incentivadas pela companhia, desde 2017.

São inúmeros projetos e eventos que têm movimentado a cidade. Ao longo dos anos, a Prio tem investido em diversas frentes culturais, como o Prio Festival de Inverno, que acontecerá na Marina da Glória; a temporada carioca do espetáculo "Mamma Mia!", em cartaz no Village Mall; o Circo Turma da Mônica, as produções teatrais Ficções, Gargalhada Selvagem e a icônica peça “O Mistério de Irma Vap”, além do ensino da música em iniciativas sociais como o Favela Brass e o apoio a casas de espetáculo, como o Teatro Casa Grande e a Casa de Cultura Laura Alvim.

 “Muita gente não deve entender o motivo pelo qual uma petroleira investe tanto em cultura. Esse é o jeito Prio de retribuir para a sociedade parte do seu sucesso. Investimos em apoiar diversos projetos e instituições aderentes aos nossos valores e que sejam relevantes para o Rio, porque amamos a cidade, como todo bom carioca”, afirma Gabriel Hackme, gestor de Projetos Incentivados e Patrocínios da Prio.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

PLAY: A curiosa doença de dançar que "explodiu" 6 séculos atrás

Omarson Costa: Será o fim das Estrelas de Cinema e TV?

Prio Festival de Inverno terá transmissão ao vivo durante seis dias

 

Acompanhe tudo sobre:PatrocínioCulturaGás e combustíveis

Mais de Bússola

O ‘pulo do gato’ que fez a A3Data crescer 2100% em 4 anos

Christiano de Figueiredo Moreira: a força dos galpões logísticos em 2024

Como as marcas podem aproveitar para se conectar com a audiência durante as Olimpíadas? 

Bruno Almeida: qual o efeito da febre dos vídeos curtos nas estratégias de marketing digital? 

Mais na Exame