Bússola

Um conteúdo Bússola

Para Airbnb, julgamento do STJ não afeta aluguel em condomínios

Em nota, o Airbnb responde à publicação da coluna Bússola & Cia de hoje, sobre o decisão do STJ

Airbnb (AIRB34) (Chesnot/Getty Images)

Airbnb (AIRB34) (Chesnot/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 21 de abril de 2021 às 12h11.

Última atualização em 21 de abril de 2021 às 13h23.

O Airbnb diz que o julgamento de ontem, 20, no Superior Tribunal de Justiça (STJ) ressaltou que a locação na plataforma é legal e não configura atividade hoteleira. Em nota, a companhia afirma ainda que a decisão não determina a proibição da atividade em condomínios de maneira geral. A nota do Airbnb é uma resposta a publicação da coluna Bússola & Cia de hoje.

Veja a íntegra da nota:

"O Airbnb afirma que os ministros do STJ destacaram que, no caso específico do julgamento, a conduta da proprietária do imóvel, que transformou sua casa em um hostel, não estimulada pela plataforma, descaracteriza a atividade da comunidade de anfitriões.

Além disso, os ministros ressaltaram que a locação via Airbnb é legal e não configura atividade hoteleira, e afirmaram que esta decisão não determina a proibição da atividade em condomínios de maneira geral."

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube

 

 

Acompanhe tudo sobre:AirbnbCondomínioSTJ

Mais de Bússola

Bússola Cultural: reabertura do Museu do Futebol

R$ 2,5 bilhões em um trimestre: como MRV&CO conseguiu maior volume de vendas líquidas da história

Stone aposta em programa de entrevistas durante transmissões da F1 na Band

Além da LGPD: quais são principais gargalos da privacidade de dados nas empresas do Brasil?

Mais na Exame