Um conteúdo Bússola

O futuro do trabalho já chegou e você precisa pensar na geração Z

Hoje, qualquer tarefa pode ser executada pelo seu smartphone, mesmo para seu negócio

Geração Z está prestes a entrar no mercado de trabalho (Getty Images/Reprodução)

Geração Z está prestes a entrar no mercado de trabalho (Getty Images/Reprodução)

B

Bússola

Publicado em 27 de janeiro de 2023 às 17h30.

A globalização tecnológica vem fazendo o mundo girar cada vez mais rápido. Muitas soluções do cotidiano estão na palma da mão, em nossos smartphones: pagar contas, pedir comida, chamar um carro e ficar por dentro das últimas notícias pelo caminho, alternado ao compartilhamento de memes nas redes sociais e às respostas ao chefe por chat. Para quem desconfiava da eficiência do trabalho remoto, a pandemia de covid-19 impôs um teste forçado e mostrou que funciona. Não só funciona como pesquisas internas das empresas mostram que a maioria dos colaboradores se sentem mais felizes nos formatos híbrido e remoto. Uma pesquisa do Google Workspace aponta que 56% das empresas brasileiras já adotaram o modelo híbrido e 19%, o modelo remoto. Além disso, 65% das pessoas que estão no presencial trocariam seu emprego para trabalhar de forma híbrida.

Desde então, para quem trabalha de casa, outras questões surgiram: a sensação de não saber quando termina o trabalho e quando começa a vida pessoal, o incômodo de trabalhar na mesma sala onde mais tarde se joga no sofá para assistir TV, ser interrompido por criança, adulto, animal de estimação… Será que não é o momento de estabelecer limites e desacelerar? Esse é o convite que a Woba faz, criada com base no conceito Work-Life Balance, isto é, equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. É a tecnologia que permite isso quando aliada à qualidade de vida e sua influência na produtividade.

A Woba nasceu como BeerOrCoffee, em 2017, em meio ao boom das startups em Belo Horizonte (MG), dentro da comunidade San Pedro Valley. Queríamos facilitar conexões de trabalho: nossa plataforma dava aos usuários a possibilidade de encontrar outros profissionais, mentores e parceiros para fazer um convite de bate-papo, acompanhado de café ou cerveja. Ainda em 2017 percebemos que os espaços de coworking eram os pólos dessas conexões, então pivotamos para a conexão de pessoas e empresas aos melhores espaços de trabalho do Brasil. Com o aumento da flexibilização dos formatos de trabalho e a evolução das nossas soluções e serviços, entendemos que entregamos muito mais do que a marca BeerOrCoffee é capaz de comunicar. Por isso, guardando um carinho imenso pela marca que nos trouxe até aqui, resolvemos que era chegada a hora de atualizar a empresa conforme os novos tempos que estamos vivendo.

Segundo o Relatório Global de Tendências Migratórias 2022, os nômades digitais já são 35 milhões em todo o mundo e esse número pode chegar a 1 bilhão de pessoas até 2035. Só no Brasil, 20,4 milhões de pessoas trabalham em áreas que podem ter as atividades realizadas de forma remota, o que representa 24,1% do total de pessoas ocupadas no mercado de trabalho brasileiro, de acordo com o último levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em maio deste ano. Isso significa que os mercados que acompanham esses profissionais em trânsito estão crescendo. A Woba, que já era o maior marketplace de coworkings da América Latina, chega para dar mais significado a essa mudança, transformando-se em um ecossistema de soluções de trabalho para que as pessoas encaixem suas profissões à vida, e não o oposto.

Estamos presentes em 1,6 mil espaços em 200 cidades do Brasil, como São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Curitiba. Recentemente, chegamos ao México, o maior mercado da América Latina depois do Brasil, com 87 novos espaços na Cidade do México – o início da nossa expansão global –, sempre com escritórios que se adaptam à necessidade do colaborador, seja estar perto da escola do filho, da academia, da pós ou marcar uma reunião de trabalho. A Woba oferece até espaços para eventos corporativos, tudo facilmente acessível pela plataforma, na palma da mão, e redução de custos de até 45% comparado à manutenção de um escritório tradicional. Quem percebeu que chegamos ao que era considerado o “futuro do trabalho” já aderiu à nossa solução, são médias e grandes corporações, como Xp, Ifood, Yalo, Albert Einstein, Gupy e Banco Inter.

Essas empresas também estão pensando nos jovens da geração Z que, nascidos entre 1995 e 2010, estão terminando a faculdade e/ou começando a se inserir no mercado de trabalho. Habituados às inovações tecnológicas e ligados à pauta da qualidade de vida, esse público encontra nos coworkings o modelo ideal para ter mais liberdade de escolha na hora de trabalhar. Em nossa plataforma eles podem encontrar dos espaços mais corporativos aos mais descolados, escritórios com estacionamento ou bicicletário e até escritórios totalmente sustentáveis, atendendo à individualidade de cada um. A Woba surgiu porque as pessoas não são só aquilo que fazem, são muito mais.

*Roberta Vasconcellos é a CEO e cofundadora da Woba

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

SBT Games faz primeira postagem nas redes via inteligência artificial

Ilha 3D abre espaço para comunicação e vendas de moda no metaverso

ChatGPT é o mais recente capítulo da inteligência artificial

Mais de Bússola

Empresa faz parceria com Rubens Barrichello para ser nº 1 em software em segmento de apostas online

Análise do Alon: um esboço de (começo de) autópsia

Como a inteligência artificial está transformando as corretoras de seguros

Roku, agregadora de serviços de streaming, quer se consolidar no Brasil fazendo parceria com PPPs

Mais na Exame