Um conteúdo Bússola

Live: O que esperar da nova fase da campanha eleitoral

Com os programas sociais turbinados, a campanha à reeleição de Jair Bolsonaro do PL tem expectativas de que o presidente cresça nas pesquisas
Campanha começa oficialmente no dia 16 de agosto (© Abdias Pinheiro/SECOM/TSE/Agência Brasil)
Campanha começa oficialmente no dia 16 de agosto (© Abdias Pinheiro/SECOM/TSE/Agência Brasil)
B
BússolaPublicado em 04/08/2022 às 18:14.

Por Bússola

Agosto marca um momento decisivo da corrida eleitoral. Amanhã chega ao fim o período de convenções e, com as candidaturas definidas pelos partidos, a campanha começa oficialmente no dia 16 de agosto. É quando estará autorizada a propaganda eleitoral – nas ruas e na internet. Serão 45 dias até o 1º turno para os candidatos disputarem os votos do eleitorado brasileiro, que bateu recorde em 2022.

Mais de 156 milhões de eleitores estão aptos a ir às urnas em outubro. Em 2018, o número era de 147 milhões. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, houve um aumento expressivo de jovens de 16 e 17 anos com título de eleitor. Essa faixa do eleitorado cresceu mais de 50% nos últimos quatro anos.

Além da liberação da propaganda e dos comícios, uma outra data está no radar de quem disputa a corrida presidencial. Na semana do dia 9 de agosto, está previsto o início do pagamento do novo valor do Auxílio Brasil, que passou de R$ 400 para R$ 600. O aumento é resultado da PEC aprovada pelo Congresso no mês passado que estabeleceu estado de emergência e autorizou a ampliação dos benefícios pagos pelo governo.

Com os programas sociais turbinados, a campanha à reeleição de Jair Bolsonaro (PL) tem expectativas de que o presidente cresça nas pesquisas. O último levantamento BTG/FSB revela um cenário de estabilidade, com vantagem para o ex-presidente Lula (PT). O petista soma 44% das intenções de voto contra 31% de Bolsonaro na simulação de 1º turno. Todos os demais nomes juntos não chegam a 15% da preferência do eleitorado.

O que podemos esperar dessa nova fase do xadrez eleitoral com a campanha iniciando para valer? Quais as estratégias dos principais candidatos para convencer e conquistar os eleitores? Podemos apostar em alguma surpresa na reta final das convenções partidárias? E qual será o impacto desse pacote de benefícios sociais que começa a ser pago pelo governo?

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

Bússola LIVE – Eleições 2022: a campanha vai começar

A guerra das pautas

Estamos preparados para o apocalipse chamado recessão?