Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Hash avança na diversidade e conquista selo de reconhecimento

Fundada em 2017, fintech tem realizado diversas ações a fim de aumentar a diversidade no time e incentivar a inclusão dentro e fora da empresa

Não é de hoje que empresas dos mais variados setores demonstram preocupação com diversidade e inclusão. Com a intensificação das discussões sobre ESG, por exemplo, a questão se tornou pauta essencial, ainda que seja um processo lento, que exige atenção e responsabilidade.

No ecossistema de inovação, as startups parecem compreender melhor a necessidade de promover o tema e têm trabalhado para a realização de ações que tragam resultados concretos. De acordo com estudo Inside ESG Tech, do Distrito, existem no Brasil atualmente mais de 700 startups focadas em projetos ESG, especialmente aqueles relacionados à igualdade de gênero.

A Hash, fintech que atua no setor de meios de pagamento, vem desenvolvendo diversos projetos e já identifica reflexos positivos em seu dia a dia. Com 176 colaboradores, a empresa viu o número de mulheres subir consideravelmente nos últimos 12 meses: hoje, são 62 sendo 12 delas em cargos de liderança - contra 19 em outubro de 2020.

“Acreditamos que pessoas felizes constroem times mais fortes e integrados, e a diversidade tem um papel importante nesse cenário”, explica Marcela Zaidem, CPO na Hash. “Entendemos que para mudar o cenário era preciso desenvolver projetos que auxiliassem na tomada de decisão e trouxessem resultados relevantes”.

A Hash fez a lição de casa e, ao longo de 2020, criou o Programa de Amadrinhamento para acolher mulheres que participam do processo seletivo, fechou parceria com consultorias especializadas na área para mapear as melhores formas de trabalhar o tema e contratou uma Líder de Diversidade e Inclusão.

A startup está desenvolvendo, ao lado de um comitê interno, um Guia de Ética e Conduta e criou comitês LGBTQIA+, PcD, Étnico/Racial e de Gênero. “Queremos que nosso time reflita a diversidade do Brasil, não só na quantidade de representatividade, mas também na troca de experiências. Trabalhamos para criar um ambiente saudável e seguro para todos”, comenta Marcela.

Recentemente, o trabalho da Hash foi reconhecido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, que concedeu o Selo de Direitos Humanos e Diversidade, pela criação de uma área de Diversidade & Inclusão.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também