A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Eleições no Congresso impulsionam parlamentares nas redes sociais

FSBinfluênciaCongresso lista semanalmente parlamentares que mais se destacam nas redes

Em uma semana intensa no Congresso Federal, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), eleito para assumir a presidência do Senado pelos próximos 2 anos, é um dos destaques do FSBinfluênciaCongresso entre os dias 26 de janeiro e 1ª de fevereiro. O parlamentar, alinhado com as pautas do governo, pela primeira vez está entre os 15 nomes mais influentes das redes sociais, ao subir 12 posições e atingir o 10o lugar. A vitória de Pacheco é vista como uma oportunidade de destravar as pautas de interesse do governo, como a aprovação da PEC Emergencial.

Mesmo em uma semana de perspectivas positivas para o governo com a eleição de seus aliados para o Congresso, o senador Humberto Costa (PT-PE) se manteve na liderança do ranking, seguido por Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ), que também se manteve na segunda colocação.

Outros dois parlamentares de destaque foram Romário (Podemos-RJ), que cresceu duas posições, indo para 3º do ranking, e Davi Alcolumbre (DEM-AP), que subiu quatro posições, ficando na 15º colocação, sendo o mais engajado na articulação por apoio e votos para a eleição de seu sucessor.

Confira aqui o ranking da semana no Senado Federal.

Câmara dos Deputados

A candidatura à presidência da Câmara finalmente alçou o deputado André Janones (Avante-MG) às primeiras posições do ranking FSBinfluênciaCongresso, que mede a presença parlamentar nas redes sociais. Nome independente na disputa, ele estava na 12ª colocação, mesmo com a campanha a pleno vapor. A eleição, ocorrida na última segunda-feira, ajudou-o a avançar e atingir o 3º lugar do levantamento.

Mesmo ritmo teve o oposicionista Túlio Gadêlha (PDT-PE), que ganhou nove posições e chegou a 19º na semana entre 26 de janeiro e 1º de fevereiro. Em campo ideológico oposto, outro deputado com desempenho positivo foi Hélio Lopes (PSL-RJ), aliado do governo Bolsonaro. Ele alcançou o 15º lugar após subir cinco colocações.

Já os deputados Paulo Martins (PSC-PR) e Marcelo Freixo (PSol-RJ) foram os que mais perderam espaço. O paranaense retrocedeu seis posições e estacionou em 20º, enquanto o representante do Rio de Janeiro ficou em 9º, após recuar cinco degraus. Os deputados do PSL de São Paulo, Carla Zambelli e Eduardo Bolsonaro, mantêm firmes o 1º e o 2º lugares, respectivamente. O PSL, com oito integrantes, também continua a ser o partido com mais nomes no ranking dos 20 mais influentes da Câmara.

Confira o ranking da Câmara dos Deputados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também