Bússola

Um conteúdo Bússola

Cristiano Zanetta: Saiba o momento certo de colocar fogo no seu navio

Aprenda a abrir mão daquilo que não está mais ajudando com o Batman do Brasil

Decisões difíceis fazem parte da vida  (Leandro Fonseca/Exame)

Decisões difíceis fazem parte da vida (Leandro Fonseca/Exame)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 25 de abril de 2023 às 18h30.

Última atualização em 25 de abril de 2023 às 18h51.

Em algum momento você já deve ter ouvido a expressão “queime o seu navio”, que nada mais é do que não ter a possibilidade de voltar atrás diante de alguma decisão tomada — o que nos dá coragem para seguir em frente com o que julgamos ser o melhor para nós mesmos. 

Atear fogo em nossos próprios navios trata-se de abrir mão de certas coisas que não nos convém mais, nos impedindo de voltar atrás com a escolha que fizemos.  

É preciso resiliência para tomar decisões difíceis em nossa vida, só assim saberemos quando é a hora certa de recomeçar. 

A falta de certeza sobre o momento certo em desistir de algo pode nos atrapalhar constantemente. No entanto, fazer essa escolha nem sempre é tão fácil quanto parece. Por isso, ponderar, cogitar e questionar se aquela é realmente a melhor opção é a forma mais coerente de tomar decisões, sobretudo em uma era em que cada vez mais as coisas acontecem de forma emergente.  

Uma pesquisa realizada na Alemanha por Jana-Maria Hohnsbehn, e publicada na revista "Science Direct" em 2022, investigou a fundo o comportamento das pessoas mais hesitantes, em comparação àquelas que sempre têm uma “resposta rápida” para tudo.  

A conclusão foi que o primeiro grupo em geral é mais imparcial em seus julgamentos, tem maior flexibilidade de ideias e faz escolhas melhores, pois o fato de dar uma pausa para avaliar toda a complexidade de uma situação torna o ser humano propenso a ações menos impulsivas e mais eficazes. 

Portanto, antes de queimar o seu navio, estude ele. Coloque na balança todos os pontos negativos, e positivos, e avalie cada detalhe. Somente dessa forma você conseguirá chegar à conclusão mais contundente na hora de fazer uma escolha. 

Se não for o caso de atear fogo, encontre meios para que possa reconstruir esses laços e dê um novo significado ao seu navio. 

Em 2021, coloquei fogo no meu próprio navio. Enquanto voltava de São Paulo, fui surpreendido por uma “quase” queda de um avião. Morava em Santa Catarina e tive de viajar para gravar um episódio de podcast. O avião deu um problema na turbina, que logo começou a pegar fogo. Foi um momento de pânico. Felizmente o piloto conseguiu contornar a situação e pousar com todos bem. Mas aquela situação me fez tomar três decisões importantes: 

  1. Lançar o meu livro “A Ciência do Batman”— passei 15 anos da minha vida ajudando pessoas em setores oncológicos a lutarem por sua vida. Desenvolvi técnicas e apliquei estudos que ficariam eternamente guardados no meu computador, caso eu não saísse daquele avião. Atualmente o livro está na etapa final de produção e será publicado no segundo semestre de 2023. 
  2. Seguir a carreira de palestrante — em 2018 fui convidado para ir ao palco do Fator X, um grande evento em que tive a minha primeira experiência num palco. Aqueles 30 minutos viralizaram na internet e um novo caminho surgiu para mim. No mesmo ano, o TEDx, que aconteceria em Florianópolis, também me convidou para relatar as minhas vivências. Não restava dúvidas que aquela era a missão que eu deveria seguir.
  3. Vender a minha academia — esta era a grande paixão da minha vida, mas, depois que encontrei um novo sentido profissional, percebi que havia chegado ao fim com a SuperHero. Foi uma linda jornada, criei uma modalidade de exercícios que levava o nome da academia. Construí um império de super-heróis. Só que aquele não era mais o meu propósito e eu entendi isso. 

      Aquele momento dentro do avião me fez perceber que se não mudamos a nossa mentalidade por conta de um grande trauma, devemos mudar por conta própria. Por isso, esteja atento aos sinais para entender quando algo não cabe mais a quem você é hoje. Nós evoluímos sempre, e isso é natural. Não se culpe. 

      Às vezes precisamos fechar algumas portas para começarmos uma nova jornada. Se não conseguirmos enxergar o momento de alavancar, ficamos sempre presos ao passado. É preciso estar presente, concentrado no futuro e ter coragem para alçar novos voos em nossa vida. 

      Tenha um Plano B que te leve em direção ao Plano A! 

      Normalmente o Plano B tende a nos levar para um caminho diferente no meio do percurso. Mas, segundo as ideias do Batman, esse plano só é válido quando te leva em direção à primeira opção, o Plano A. Às vezes o caminho rumo ao objetivo precisa ser diferente e as situações percorridas precisam ser diferentes, mas o objetivo final tem de ser aquele que foi traçado no início.  

      *Cristiano Zanetta é reconhecido oficialmente pela Warner Bros. como o Batman do Brasil, é empresário, palestrante TED e filantropo. Uma das maiores referências brasileiras em humanização que contribuiu para a reinvenção de ações sociais por todo o país. 

      Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube 

      Veja também 

      Salário emocional: bom para o colaborador, excelente para os resultados 

      Sua empresa está focando no que realmente importa?  

      Foi impactado pelas demissões? Invista seu tempo em capacitação  

       

      Acompanhe tudo sobre:Recursos humanos (RH)Batman

      Mais de Bússola

      Bússola & Cia: casas de plástico são construídas por Airbnb, ONG e Fuplastic

      Metade dos investidores compra criptomoedas com foco no longo prazo, mostra pesquisa da Binance

      Gestão Sustentável: sigla ESG pode ficar no passado, mas tese continua a pautar o futuro

      Quer investir em startups? Confira essas 5 dicas para encontrar o segmento certo para você

      Mais na Exame