Com início de CPI da Covid, foco em saúde alavanca Ciro Nogueira nas redes

Fabiano Contarato também teve destaque no ranking FSBinfluênciaCongresso, tratando de questões ambientais, após pedido ao STF de afastamento de Ricardo Salles

O debate em torno das ações do governo federal durante a pandemia é um dos temas dominantes das redes sociais do senador Ciro Nogueira (PP-PI), destaque no FSBinfluênciaCongresso desta semana. Ele ganhou 19 colocações e alcançou o 13º lugar entre os 15 com maior popularidade online do Senado. O ranking, produzido pelo Instituto FSB Pesquisa, mede a popularidade dos parlamentares nas redes sociais.

O combate à presença de Renan Calheiros (MDB-AL) na relatoria da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 rendeu-lhe alto engajamento no Facebook e no Twitter, assim como a celebração do envio pela Fiocruz de doses da vacina aos estados. A oferta do imunizante no Brasil será um dos focos dos trabalhos da investigação, que se iniciou na última terça-feira. 

Com posts críticos ao governo, o oposicionista Fabiano Contarato (Rede-ES) avançou oito posições . Um dos autores de pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) de afastamento do cargo do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o senador teve especial atenção com questões ambientais no período entre 20 e 26 de abril. O engajamento de seus seguidores com posts relacionados ao assunto o ajudou a atingir o posto de 10º colocado entre os 15 mais influentes do Senado em redes sociais. Jorge Kajuru (Cidadania-GO), por sua vez, envolvido em polêmicas nas últimas semanas, deixou os holofotes e recuou para 7º no levantamento. 

O 1º lugar da lista continua a ser ocupado por Humberto Costa (PT-PE), nome que costuma estar no topo do FSBinfluênciaCongresso. Em seguida vem Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) em 2º, título que também ostenta com frequência. A novidade no pódio, em 3º, é Álvaro Dias (Podemos-PR), outro parlamentar que possui forte presença em redes. Com quatro representantes, o Podemos é o partido com maior número de integrantes no ranking online. 

Câmara

A visita do presidente Jair Bolsonaro a cidades da região Norte do Brasil, na semana passada, ajudou o deputado Delegado Eder Mauro (PSD-PA) a ganhar notoriedade nas redes. O parlamentar subiu 27 posições no ranking e chegou a 15º após publicar imagens no avião presidencial e ao lado de Bolsonaro no Pará. Os elogios ao governo também lhe renderam popularidade: post sobre o ritmo de vacinação contra acovid-19 obteve 11,5 mil curtidas e 2,3 mil compartilhamentos no Twitter. 

Nenhum outro nome da Câmara dos Deputados repetiu sua atuação online entre 20 e 26 de abril. O líder da Minoria, Marcelo Freixo (PSol-RJ), foi um dos que recuperaram terreno no período, mas em patamar muito inferior. Ele avançou quatro colocações no levantamento, assim como os colegas David Miranda (PSol-RJ), Ivan Valente (PSol-SP) e Hélio Lopes (PSL-RJ). Em direção contrária seguiram deputados como José Medeiros (Podemos-MT), que perdeu seis posições e ficou na lanterna do ranking em 20º.

Entre os mais populares das redes, Bia Kicis (PSL-DF) avançou sobre espaço de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o desbancou do 2º lugar. O filho do presidente da República ficou em 3º. Carla Zambelli (PSL-SP) – que entrou com ação judicial contra a escolha do senador Renan Calheiros (MDB-AL) para a relatoria da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid – continua líder absoluta do FSBinfluênciaCongresso. Seu partido também possui o maior número de representantes, com sete nomes na lista. Em espectro ideológico oposto, o PSol vem em seguida, com três congressistas no levantamento.

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.