Bússola
Acompanhe:
Um conteúdo Bússola

Bússola LIVE – Mulheres no ecossistema de inovação: desafios e oportunidades

Webinar na quarta, às 12h, debate a participação de lideranças femininas na nova economia, em especial no mercado de startups e venture capital

 (Thomas Barwick/Getty Images)

(Thomas Barwick/Getty Images)

R
Rafael Lisbôa

Publicado em 8 de março de 2021, 07h00.

Última atualização em 1 de novembro de 2022, 20h40.

Na semana que se inicia com a celebração do Dia Internacional da Mulher, a Bússola Live debate os desafios na busca – fundamental e urgente - por mais equidade no mercado de trabalho, em especial nos cargos de liderança. Se a presença feminina vem crescendo em todos os setores e atividades, a desigualdade ainda está longe de ser superada. Estudo da Organização Internacional do Trabalho mostra que mulheres ganham em média menos 14% do que os homens. Diferença que aumenta bastante quando se trata de cargos gerenciais. Segundo o levantamento, três em cada quatro dessas posições são ocupadas por homens.

Alguns mercados são ainda menos diversos. É o caso da nova economia. Lideranças femininas no ecossistema de inovação representam uma minoria. Mapeamento da Associação Brasileira de Startups feito com 3 mil startups no ano passado mostrou que apenas 12,6% tinham fundadoras. Segundo levantamento da empresa de inovação Distrito, entre os 36 fundadores de "unicórnios" brasileiros, startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão, há apenas duas mulheres. E os fundadores das 21 startups candidatas a unicórnio em 2021 são todos homens.

No segmento de venture capital, o número é ainda pior. De acordo com um estudo da International Finance Corporation na América Latina, somente 8% dos fundos de investimento possuem mulheres no comando. E o cenário de investimento em startups de mulheres piorou na pandemia. Dados do Crunchbase revelam que apenas 2,3% do total de aportes de capital de risco em startups no mundo em 2020 foram destinados a empresas fundadas por mulheres, enquanto, em 2019, a proporção era maior, 2,8%.

Por que o cenário da nova economia ainda é predominantemente masculino? Quais os principais obstáculos para as lideranças femininas avançarem no ecossistema de inovação brasileiro? Como a agenda ESG pode contribuir para que a participação de mulheres cresça no mercado de startups e venture capital? O que revela a experiência de executivas que venceram neste segmento?

Essas e outras questões serão debatidas em webinar promovido pela Bússola, na próxima quarta-feira, 10 de março, às 12h. A live reunirá lideranças femininas à frente de startups para compartilhar suas experiências e analisar os desafios e oportunidades para as mulheres no ecossistema de inovação. Participarão do evento: Iona Szkurnik, fundadora e CEO do Education Journey; Taeli Klaumann, CFO na Docket; Mariana Negrão, CPO da Vitalk; Thais Grinberg, Head de CMO e Customer Experience da Botmaker; e Marcela Zaidem, Head de People na Hash. A moderação será feita por Rafael Lisbôa, diretor da Bússola, e Jennifer Queen, diretora da FSB Comunicação e especialista em inovação, startups e venture capital.

Para assistir à live e enviar suas perguntas, inscreva-se aqui.

Siga Bússola nas redes:  InstagramLinkedin  | Twitter  |   Facebook   |  Youtube 

Últimas lives: