Bússola

Um conteúdo Bússola

Bússola ESG: 3 perguntas para Maria Carolina Lacombe, da Valor Capital

Diretora de Comunidade da gestora de venture capital fala sobre a importância para a companhia da recente certificação pelo Sistema B

Maria Carolina Lacombe, diretora de Comunidade da Valor Capital (Valor Capital/Divulgação)

Maria Carolina Lacombe, diretora de Comunidade da Valor Capital (Valor Capital/Divulgação)

Renato Krausz
Renato Krausz

Sócio-diretor da Loures Consultoria - Colunista Bússola

Publicado em 26 de outubro de 2023 às 15h00.

Última atualização em 26 de outubro de 2023 às 15h55.

O que representa para a Valor Capital a certificação pelo Sistema B?

Representa uma nova fase para a companhia. Com a certificação, nós nos comprometemos a sempre melhorar nossas políticas internas e impacto no mercado como investidores de venture capital. Fazer parte da comunidade global das empresas do Sistema B nos permite também ter acesso às melhores práticas existentes no setor.

O que pesou mais para a nota final de 80,9 que a gestora recebeu?

A diligência feita pelo Sistema B perpassou os setores e processos da Valor Capital como um todo, então seria difícil definir um ponto específico. Contudo, acreditamos que a implementação de políticas internas de ESG no processo de investimento representa um grande diferencial nessa nota.

Isso muda algo na estratégia de alocação de capital? Talvez uma nova frente de impacto ainda não contemplada no atual portfólio?

A Valor Capital não é um fundo de impacto. Nós investimos em empresas de tecnologia que possuem as melhores práticas de ESG e geram grande impacto no seu setor. Nossa atividade é procurar bons empreendedores, com modelos de negócios resilientes e transformacionais para que conjuntamente com nosso capital e apoio consigam multiplicar seu impacto na sociedade.

Durante esse processo, buscamos esses empreendedores nos locais mais diversos e fazemos um trabalho no acompanhamento das investidas para implementarem as melhores práticas. Atuamos de forma intensa com parte de nossos investidores, em especial os bancos de desenvolvimento multilaterais como o BID e o Banco Mundial, para implementarmos as melhores práticas de impacto e ESG na companhia e também em nosso portfólio. A grande beleza da certificação do Sistema B é que ela permite que sejamos avaliados em critérios de impacto e ESG levando em consideração a nossa atividade.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Gestão Sustentável: o futuro do passado

Bússola ESG: 3 perguntas de ESG para Jackson Chirollo, da Edmond

Com doação de £ 5 mi para Oxford, CEO acelera o desenvolvimento de pesquisas clínicas no Brasil

Acompanhe tudo sobre:Bússola ESGSustentabilidadeEntrevistaVenture capital

Mais de Bússola

Bússola Poder: o tribunal eleitoral do capitão

Open Finance é confiável? Cresce 33% número de brasileiros que aceitam compartilhar dados bancários

Saiba qual é o gasto de energia da geladeira mais econômica do mercado que acaba de ser lançada

Saiba em quais cidades é melhor contar com um carro alugado

Mais na Exame