Um conteúdo Bússola

Bússola Cultural: Semana tem série de hip-hop, virada e florada

Confira toda semana sugestões da Bússola com o melhor da programação cultural de São Paulo
A trajetória de WinniT inicia a série “Uma batalha por dia”, original #CulturaEmCasa (Márcia Gabriel/Divulgação)
A trajetória de WinniT inicia a série “Uma batalha por dia”, original #CulturaEmCasa (Márcia Gabriel/Divulgação)
B
BússolaPublicado em 10/11/2022 às 15:57.

“Uma batalha por dia”

A Amigos da Arte acaba de anunciar a série “Uma batalha por dia”, novo original #CulturaEmCasa que conta a trajetória de cinco MCs da região metropolitana de São Paulo. A série documental mostra a realidade desse movimento cultural de grande importância dentro do hip-hop nacional. Os episódios são apresentados de forma inédita toda quarta-feira às 20h. O primeiro conta a vida de WinniT, o segundo, fala do MC Magrão. Ambos já estão disponíveis por demanda pela #CulturaEmCasa.  Na quarta-feira (16), os holofotes estarão com foco em Gabi Nyarai, seguida pelas histórias dos MCs Youngui (23) e WM (30).  O último episódio da série, “Largo da Batalha”  será transmitido no dia 7 de dezembro e vai trazer os cinco MCs se preparando para uma batalha realizada no Largo da Batata, região oeste de São Paulo.

Fafá de Belém está na Virada SP Adamantina (Bússola/Divulgação)

Vira, Vira Adamantina

A Virada SP de 2022, uma verdadeira maratona cultural promovida pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do governo de São Paulo e gerida pela Amigos da Arte,  já passou por 18 municípios paulistas este ano. Para eternizar e mostrar a cultura local, o documentarista Rubens Crispim Jr revela os shows e as riquezas locais que constroem a identidade cultural de cada uma das cidades. Em Adamantina, o evento apresentou shows de Fafá de Belém, Tássia Reis, Odair José e do Clube do Balanço, além de Marília Lopes, ex-participante do The Voice Brasil, que apresenta uma performance à capela, e da dançarina Maria Eugênia Tita, que compartilha sua trajetória brincante ao som do Jazz na Kombi. O episódio traz ainda os personagens locais Passarinho e Fernandinho que contam histórias da cidade, e três jovens adamantinenses que maratonaram o festival por 24 horas.

Mais de 16 mil títulos das bibliotecas de SP disponíveis gratuitamente pela BibliON | Foto Divulgação (Bússola/Divulgação)

A biblioteca tá On

O conteúdo das bibliotecas públicas de São Paulo agora está disponível pela BibliON. São mais de 16 mil títulos, sempre atualizados, de todos os gêneros, áreas e idiomas, no formato de livros digitais (e-books) e audiolivros. A BibliON promove ainda seminários, clubes de leitura, oficinas, atividades culturais e podcasts. Tudo online e gratuito.

“Ibi da Natureza ao Caos” está no Fetival Arte na Primavera | Foto Marcelo Machado (Marcelo Machado/Divulgação)

Florada Cultural

A 1ª edição do festival “Arte na Primavera — Campos: Florada Cultural” apresenta uma programação repleta de ícones da música, da dança e do teatro brasileiro. Em seu primeiro dia de evento, a São Paulo Companhia de Dança sobe ao emblemático palco do Auditório Cláudio Santoro com as apresentações das obras “Ibi — da Natureza ao Caos”, de Gal Martins; o divertissement do balé “Paquita”, remontado por Diego de Paula; e “A Morte do Cisne”, por Lars Van Cauwenbergh. A plataforma #CulturaEmCasa reuniu esses espetáculos, que estarão disponíveis a partir de 12 de novembro às 20h, aqui.

Série infantil “Mytikah” que apresenta os verdadeiros heróis brasileiros | Imagem divulgação (Bússola/Divulgação)

Dandara e o Zumbi

No mês da consciência negra, que tal apresentar para a criançada a história de heróis da luta contra a escravidão no Brasil? Dandara e Zumbi dos Palmares deram suas vidas para salvar seu povo das injustiças raciais e da escravidão da população negra no Brasil. “Mytikah” é um livro mágico que leva os irmãos Manga e Leco a uma aventura para apresentar e ajudar heróis de verdade por todo o Brasil. Uma forma lúdica e muito efetiva para contar histórias reais da história brasileira. Direção de Hygor Amorim e Jonas Brandão, roteiro de Diego M.Doimo e produção de Amanda Castro.

“Distrito T – Capítulo 1” está no Festival Mix Brasil | Foto divulgação (Bússola/Divulgação)

Toda forma de existir

O 30º Festival Mix Brasil, maior evento cultural dedicado à cultura queer da América Latina, chega ao Teatro Sérgio Cardoso nesta quinta-feira (10), com estreias diárias até dia 15, sempre às 19h. Sob o tema ‘Toda Forma de Existir”, o festival traz seis espetáculos inéditos selecionados pelo edital “Dramática”, que valoriza a cena teatral LGBTQIAP+  nacional.  A peça “Útero de Eva” estreia o Festival no TSC,  seguido por “Distrito T – Capítulo 1” (dia 11), “Réquiem de Guerra” (12), “Gênero Sapatão” (13), “Chechênia: Um Estudo de Caso” (14), e “O Sacrifício de Cassamba Becker” que será apresentado no feriado de 15 de novembro.

Cena da peça que está na plataforma #CulturaEmCasa sob demanda | Foto divulgação (Bússola/Divulgação)

O Príncipe da Dinamarca

O Panorama #CulturaEmCasa apresenta a peça “O Príncipe da Dinamarca”. O ano é 1387. Dois palhaços fazem os papéis de âncora e repórter do Jornal da Dinamarca durante a cobertura de um acontecimento estranho em um cemitério da cidade. Simpáticas caveirinhas surpreendem dois divertidos coveiros, o Ser e o Não Ser, e os ajudam a contar a história de Hamlet, o príncipe da Dinamarca. Uma história divertidamente assombrosa, que envolve vingança, fantasmas e muitas risadas.

Balé romântico Giselle no Teatro Sérgio Cardoso | Foto Nanah D. Luize (Nanah D. Luize/Divulgação)

Giselle, única apresentação

A Cia Paulista de Dança Adriana Assaf apresenta “Giselle”, um dos maiores repertórios clássicos mundiais, no Teatro Sérgio Cardoso em única apresentação. O espetáculo é um ballet romântico em dois atos composto por Adolphe Adam sobre um livreto de Jules-Henri Vernoy de Saint-Georges e Théophile Gautier. Giselle foi inicialmente interpretado pela Ópera Nacional de Paris em 1840, e, desde então, tornou-se muito popular, tomando os palcos da Europa, Rússia e Estados Unidos. É um dos poucos balés dessa tradição que ainda é apresentado nos palcos.

Jornalista e escritora Flávia Braz lança primeiro livro | Foto Divulgação (Bússola/Divulgação)

Na fila da quarentena

A jornalista e escritora Flávia Braz acaba de lançar seu primeiro romance, o livro de crônicas “Quem foi você na fila da quarentena?”. O livro recupera a vivência dos dias de confinamento com personagens cômicos e exagerados. Flávia registrou o período a partir de uma escuta e observação bem humorados, e colocou no papel um cotidiano que mudou profundamente a vida das pessoas, mas que também revelou um lado tragicômico das  famílias, da relação com a casa, com os pets, vizinhos e amigos, que nunca estiveram tão conectados, ainda que virtualmente.

Festival do Museu Afro Brasil apresenta musicalidades brasileiras | Foto Márcia Gabriel (Márcia Gabriel/Divulgação)

Ocupa MAB

O Museu Afro Brasil apresenta no próximo final de semana o “Ocupa MAB”, festival que trará representantes das diversas musicalidades brasileiras, como o Maracatu Solano Trindade, as rodas de samba da Zona Leste e Norte de São Paulo, a artista Anelis Assumpção, o rapper Rico Dalasan, o tradicional Clube do Balanço, além de DJs, oficinas de samba-rock e outras apresentações. Durante o evento, a pesquisadora de culturas alimentares Patty Durães assina a Primeira Feira Gastronômica de Comida Afro-brasileira e Africana do Museu. Museu Afro Brasil, 19 e 20 de novembro, das 14h às 18h, gratuito, para todas as idades.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

VEJA TAMBÉM: