Um conteúdo Bússola

Bússola Cultural: semana tem Bloco do Caos, Dia do Rock e Revelando SP

Confira toda quinta-feira sugestões da Bússola com o melhor da programação cultural de São Paulo
Lançamento do disco “Os muros não sabem escutar” no Teatro Sérgio Cardoso (Reprodução/Reprodução)
Lançamento do disco “Os muros não sabem escutar” no Teatro Sérgio Cardoso (Reprodução/Reprodução)
B
Bússola

Publicado em 14/07/2022 às 12:38.

Última atualização em 14/07/2022 às 12:56.

Bloco do Caos

O Palco Bixiga lança o novo álbum Os muros não sabem escutar do grupo Bloco do Caos. Surgido no final de 2013 em São Paulo, o Bloco já lançou um álbum oficial e dois EPs. Gravou também com grandes artistas como Toni Garrido (Cidade Negra), Izenzêê (Braza/Forfun), Tato (Falamansa), Tay Galega, Sabrina Lopes, Adonai do Cidade Verde Sounds, Alma Djem e a banda Big Mountain (USA). Com um som bem diversificado e cheio de mensagens fortes, o Bloco do Caos fez turnê pela Europa, participou de importantes festivais, dividiu o palco com grandes artistas do cenário nacional e internacional como O Rappa, Marcelo D2, Gabriel o Pensador, Maneva, CPM 22, Tribo de Jah, Forfun, Braza, Áurea (Portugal), Big Mountain (USA), Kussondulola (Portugal), Quinteto Son Real (Cuba), Edi Rock (Racionais), Dexter, Planta & Raiz, Supercombo. Atualmente somam milhões de visualizações e plays pela internet.

Teatro Sérgio Cardoso, 4 de agosto, às 19h, ingresso solidário R$ 25 + alimento não perecível ou agasalho. Mais informações, acesse o site do Teatro

Barra da Saia participa do Revelando SP 2022 no Parque da Água Branca

Barra da Saia participa do Revelando SP 2022 no Parque da Água Branca (Divulgação/Divulgação)

Revelando SP

Na próxima quarta-feira, 20, o Revelando SP volta ao formato presencial direto do Parque Água Branca, na capital paulista. Considerado o maior evento de cultura tradicional paulista, participam do festival mais de 100 cidades de São Paulo com exposição e venda de peças artesanais, culinária, além de diversos espetáculos como cantos e danças indígenas, catiras, congadas, contadores de causos, manifestações da cultura cigana, cururus, sambas de bumbo, seresta, umbigadas e muita cultura caipira. Estão previstos também shows de grandes nomes da música nacional como Tetê Espíndola, Almir Sater, Marcelo Jeneci e Rolando Boldrin. O Revelando SP tem gestão e produção da Amigos da Arte e a expectativa é que mais de 400 mil pessoas participem do evento.

Revelando SP 2022, Parque da Água Branca, Avenida Francisco Matarazzo, 455, de 20 a 24 de julho. Mais informações e programação completa, acesse o site do evento

Vozes Negras: A Força do Canto Feminino no Teatro Sérgio Cardoso (divulgação/Divulgação)

Vozes Negras

Quem quer ver estrelas olha pro céu? Não, olha pro samba. Dolores Duran e Alaíde Costa, mulheres negras, de origem pobre, que precisaram batalhar para vencer as adversidades sociais. De sonho em sonho, elas cantaram a vida, alcançaram o sucesso e fizeram história na música brasileira. Vozes Negras — A Força do Canto Feminino homenageia mulheres negras do passado e do presente e sua ancestralidade com música, teatro e debate com convidadas ilustres, mediado por Verônica Bonfim. O espetáculo acontece por seis semanas consecutivas e pode ser acessado também pela plataforma #CulturaEmCasa aos domingos.

Teatro Sérgio Cardoso, de quinta a sábado às 20h30 e domingo às 17h, mais informações, acesse o site do teatro, ingressos aqui

(Divulgação/Divulgação)

Vozes Latino-americanas

Uma série de 18 entrevistas dedicada aos amantes e profissionais do audiovisual. O FestCampos Talks reúne especialistas da indústria cinematográfica para desvendar práticas e tendências de produção, distribuição e exibição de conteúdos. A representatividade queer, a ascensão de moradores de rua à indicados ao Oscar, o uso de incentivos fiscais para produção de audiovisual e a crescente presença do ambiente virtual como parte do universo criativo são alguns dos temas contemplados nas entrevistas. No primeiro episódio, o FestCampos convida a produtora cultural e cineasta Yael Steiner para um bate-papo com a empresária Bettina Grajcer. Cofundadora do “Whe Channel”, canal multiplataforma de alta curadoria que apresenta histórias de e para mulheres de toda a América Latina, Yael conta como o Whe Channel pretende conectar pessoas de diferentes gerações e culturas colaborando para reconstruir nossa humanidade.

De 14 a 31 de julho, sempre às 18h. Acesse pela plataforma #CulturaEmCasa

(Divulgação/Divulgação)

Rolam as pedras

No Dia Mundial do Rock, a plataforma de streaming e vídeo por demanda fez uma seleção para os roqueiros de plantão e para quem está chegando agora e quer conhecer um pouco mais do gênero musical.  Além de sucessos como Gramofocas, Sapatos Bicolores e Iron Ladies, a plataforma traz o Queen Symphonic, os sucessos de uma das maiores bandas de Rock do planeta com a energia de uma sinfonia. O Clássicos do Rock com a Orquestra Sinfônica Municipal de Santos (OSMS), recentemente apresentado no Teatro Sérgio Cardoso, também faz parte da seleção. Com direção e regência dos maestros Luís Gustavo Petri e José Consani, além de participações especialíssimas de Ritchie, Fernanda Abreu, Philippe Seabra (Plebe Rude) e Supla, a OSMS celebra os 40 anos do Rock Brasil.

Já disponível pela plataforma e pelo aplicativo #CulturaEmCasa

Na peça, “Moleque” aprende a enfrentar os maiores medos do homem

Na peça, Moleque aprende a enfrentar os maiores medos do homem (divulgação/Divulgação)

Cargas d’água

A peça Cargas d’água! conta a história do menino Moleque, que vive no interior de Minas Gerais. O menino era chamado “Moleque”, pois esqueceu o próprio nome após perder a mãe e assim era tratado pelo padrasto. Moleque faz amizade com um peixe, que o faz enxergar a própria história com outros olhos e partir para uma missão: levar o amigo para ver o mar. Nessa jornada, encontros com personagens peculiares obrigam Moleque a enfrentar os maiores medos dos homens e a dar sentido à própria vida.

Sábado, dia 16 de julho, às 19h, acesse aqui

Observatório Iecine apresenta o figurino na história do cinema

Observatório Iecine apresenta o figurino na história do cinema (divulgação/Divulgação)

Moda no cinema

A historiadora e pesquisadora Laura Ferrazza aborda o tema do figurino na história do cinema focado nos anos 1930. Em mais um episódio do “Ponte Aérea” da plataforma de streaming e vídeo por demanda #CulturaEmCasa, Laura explica mais sobre os figurinos da época, figurinistas e estilistas que marcaram a transição entre o cinema mudo e o cinema falado.  A realização é do Observatório Iecine, uma cooperação entre Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) do Rio Grande do Sul, por meio do Instituto Estadual de Cinema (Iecine).

Domingo, dia 17 de julho, às 20h30, acesse aqui

“Memórias (não) inventadas” é inspirada na obra de Tennessee Williams

Memórias (não) inventadas é inspirada na obra de Tennessee Williams (divulgação/Divulgação)

Memórias

O Panorama #CulturaSP traz a peça Memórias (não) inventadas que mostra Bertha em um dia decisivo. Num pequeno quarto de hotel decadente, Bertha com saúde debilitada não consegue mais atender seus clientes e se vê obrigada a desocupar o lugar. Inspirado na obra de Tennessee Williams, André Garolli nos conduz através das memórias e alucinações de Bertha, que se apega a falsas esperanças, em um caminho que parece sem volta. No elenco, Fernanda Viacava, Eucir de Souza e Camila dos Anjos.

Disponível a partir de 14 de julho às 15h30, acesse aqui

(Divulgação/Divulgação)

Músicas da independência

A série ‘Músicas da Independência’ apresenta um panorama da música brasileira do século 19. Ela está dividida em dois concertos, o primeiro aconteceu em 9 de julho e contou com uma programação de modinhas, lundus e batuques. O segundo concerto, intitulado Sons da Corte, do Teatro e da Igreja, acontece no dia 16 de julho. Serão apresentadas obras ligadas ao universo formal do período da independência e incluirá nomes como José Maurício Nunes Garcia, Sigismund Neukomm e do próprio Dom Pedro I (que também era compositor). As peças serão interpretadas pelos grupos Camerata Universal e Coro Contemporâneo de Campinas sob a regência de Paulo de Paula, que também assina a direção artística da série.

Teatro Avenida, Av. Oliveira Mota, 51, Centro, Espírito Santo do Pinhal (SP). Livre, gratuito. Das 20h às 21h. Reservas aqui. Para informações sobre esse ou outros espetáculos ligados à independência do Brasil, consulte a Agenda Bonifácio, plataforma gerida pela Amigos da Arte e que reúne história, curiosidades e muita cultura sobre o período

“Carnaval em Madureira” obra de Tarsila do Amaral é tema do “Pina de Casa”

Carnaval em Madureira obra de Tarsila do Amaral é tema do “Pina de Casa” (Divulgação/Divulgação)

O Carnaval de Tarsila

O programa educativo “Pina de Casa” busca estabelecer diálogo com diversos públicos e promover diferentes leituras das obras observadas. Em mais um episódio da série, transmitida pela plataforma de vídeo e streaming #CulturaEmCasa, o educador Pedro Moreira apresenta a vibrante e multicolorida Carnaval em Madureira, pintura a óleo de 1924, da grande modernista Tarsila do Amaral. A transmissão da série faz parte das homenagens ao centenário da Semana de Arte Moderna de 1922. Assista aqui.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Fábrica de Criatividade reabre sua sede para experiências Uau!

Bússola Cultural: semana tem Força do Canto Feminino, Marrom e mais

Visa e Realize sorteiam ingressos para a Copa do Catar. Veja como participar