Bússola

Um conteúdo Bússola

Bússola Cultural: Festival de Inverno de Campos do Jordão chega à sua 54ª edição

Tido como o maior da música clássica na América Latina, o evento acontece entre os dias 29 e 28 de julho. Confira outras atividades culturais

Festival de Inverno de Campos do Jordão chega à sua 54ª edição em 2024.     (Divulgação/Divulgação)

Festival de Inverno de Campos do Jordão chega à sua 54ª edição em 2024. (Divulgação/Divulgação)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 21 de junho de 2024 às 07h00.

Festival de Inverno de Campos do Jordão

  • Onde? Auditório Claudio Santoro, na Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 - Alto Boa Vista; no Parque Capivari, na Rua Eng. Diogo José de Carvalho, 1291 - Capivari; e na Capela São Pedro Apóstolo, localizada no Palácio Boa Vista, na Av. Adhemar Pereira de Barros, 3001 - Jardim Dirce.
  • Quando? 29 de junho a 28 de julho.

Reconhecido como o maior e mais tradicional evento de música clássica da América Latina, o Festival de Inverno de Campos do Jordão chega à sua 54ª edição em 2024.

Serão mais de 60 concertos e, pela primeira vez, o Festival receberá orquestras internacionais, do Chile, Colômbia e Uruguai, além de grupos de câmara da Inglaterra e da Suíça e uma variedade de conjuntos sinfônicos do estado de São Paulo.

Festival VIVA! Japão

  • Onde? Museu da Imigração, na Rua Visconde de Parnaíba, 1316 - Mooca, São Paulo.
  • Quando? 29 e 30 de junho, das 10h às 18h. 

Após o grande sucesso de 2023, o evento retorna ao museu com muita música, dança, gastronomia, artesanato, audiovisual e oficinas. A variada gama de atrações contempla aspectos tradicionais e contemporâneos da cultura japonesa.

A primeira edição do festival reuniu um público de cerca de 4.500 pessoas, para 16 horas de programação focada na cultura do Japão. Para este ano, o evento promete ser ainda maior e terá atrações de dança, música, gastronomia, audiovisual, além de oficinas de técnicas artísticas e artesanato. 

Um dos grandes destaques da edição será a presença da conceituada diretora de cinema, a nissei Tizuka Yamasaki.

  • Gratuito.

Atrações contemplam aspectos tradicionais e contemporâneos da cultura japonesa. (Divulgação/Divulgação)

Bate-papo com Pedro Bial no MIS

  • Onde? Museu da Imagem e do Som (MIS), na Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo.
  • Quando? 21 de junho, às 19h.

O evento especial integra a programação da edição deste ano do Maio Fotografia. Às 21h, acontece sessão do filme “Talking about trees”, seguida de um bate-papo com Pedro Bial e Paula Freire Santoro, com mediação de Vanessa Rabello. 

A atividade dialoga com a série de fotos “Uma rua chamada cinema”, de Sérgio Poroger. Suas fotografias retratam cada detalhe dos bastidores para que um filme ganhe vida numa sala de cinema, desde os pipoqueiros até os projetistas.

  • Exibição + Bate papo: Gratuito, com retirada de ingresso com 1h de antecedência na bilheteria do Museu (sujeito à lotação); Exposição Maio Fotografia: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia); grátis às terças-feiras e na terceira quarta-feira do mês.
  • Classificação indicativa: 10 anos.

Evento especial integra a programação da edição deste ano do Maio Fotografia. (Divulgação/Divulgação)

Festa Junina no Jardim São Luís 

  • Onde? Fábrica de Cultura Jardim São Luís, na Rua Antônio Ramos Rosa, 651- Jardim São Luís, São Paulo.
  • Quando? 22 de junho, das 12h às 21h.

A festa junina terá aulão de forró pé de serra, ministrada pelo Da Ponte pro Roots, e apresentações musicais de Paulla Zeferino e banda e do Domingueira Sertaneja, além de um ateliê aberto para customização de roupas.

  • Atividades gratuitas com classificação indicativa livre.

Atividades são gratuitas com classificação indicativa livre. (Divulgação/Divulgação)

Dança do Brasil da cabeça aos pés

  • Onde? Teatro de Contêiner Mungunzá, na Rua dos Gusmões, 43 - Santa Ifigênia; e Pinacoteca Contemporânea, na Avenida Tiradentes, 273 - Luz.
  • Quando? 22 de junho,das 10h30 às 11h30.

A São Paulo Escola de Dança traz dois espetáculos, como parte da etapa de criação artística e estética dos cursos regulares da instituição, com o tema "A Dança do Brasil da cabeça aos pés". 

  • Gratuito.

São Paulo Escola de Dança faz duas apresentações. (Divulgação/Divulgação)

“Música na Praça” em Tatuí

  • Quando? 22 de junho, às 11h.
  • Onde? Praça da Matriz, no Centro de Tatuí.

As Bandas Sinfônicas Juvenil e Jovem do Conservatório de Tatuí farão um concerto gratuito na “Capital da Música”.

No repertório, músicas que marcaram a trilha sonora de clássicos do cinema, como ‘The Phantom of the Opera’ (Andrew Lloyd Webber e Charles Hart), ‘Cinema Paradiso’ (Enrico Morricone) e ‘Aladdin’ (Walt Disney).

Além de obras de importantes compositores brasileiros, como ‘Evidências’ (José Augusto e Paulo Sérgio Valle), ‘Vivendo Aqui no Mato’ (Trio Parada Dura) e ‘Brincadeira de Criança’ (Délcio Luiz e Wagner Bastos). 

  • Gratuito.

Banda Sinfônica do Conservatório. (Paulo Rogerio Ribeiro/Divulgação)

Aulão de forró todo sábado

  • Quando? Todos os sábados de junho, das 15h30 às 17h.
  • Onde? Oswald de Andrade, na Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro, São Paulo.

Durante a oficina, os participantes desenvolvem coordenação, ritmo, expressão corporal e aprenderão os passos básicos como o arrasta-pé, piseiro, movimentos de braços e corpo, giros e encaixe corporal e postura junto ao parceiro.

Quem comanda as aulas é Tiago Paixão, formado em educação física, produtor executivo, dançarino e professor de dança de salão. A ação é um oferecimento do Museu das Favelas.

  • Gratuito, sem necessidade de inscrição.
  • Máximo de 30 pessoas na turma.

Participantes desenvolvem coordenação, ritmo, expressão corporal. (Divulgação/Divulgação)

Espalhando Histórias: Domingo no Museu 

  • Quando? 23 de junho, às 11h. 
  • Onde? No Saguão B do Museu da Língua Portuguesa

O Grupo Teatral Negro Sim apresenta o espetáculo “Espalhando Histórias”. Nele, há o uso de fábulas afro-brasileiras e indígenas para narrar uma história que tem como protagonistas uma princesa e um príncipe negros. 

O projeto destaca a importância da pluralidade estética e promove, de forma lúdica, a educação antirracista. 

  • Gratuito.

Grupo Teatral Negro Sim. (Divulgação/Divulgação)

Camerata de Violões apresenta “diversidade do repertório barroco”

  • Onde? 26, às 16h30, e 28 de junho, às 15h30.
  • Quando? Centro Cultural Pioneiros, na Av. Guanabara, 2040 - Andradina; e Auditório Municipal Nelson Jesus Ferlim, na Rua Marcos Bezerra Péres - Alto Alegre, respectivamente.

Sob a regência de Paulo Renato, os concertos integram a temporada 2024 dos 29 Grupos Musicais do Guri. As apresentações têm transmissão ao vivo pelo canal do Guri no YouTube (@souguri).

O repertório traz as obras clássicas de nomes como Johann Sebastian Bach, Antonio Vivaldi, Gaspar Sanz, Santiago De Murcia e Wilhelmine Von Bayreuth. 

  • Gratuito.

Camerata de Violões. (Divulgação/Divulgação)

Reinventando a ópera 

  • Onde? Theatro São Pedro, na Rua Barra Funda, 171 - Barra Funda, São Paulo.
  • Quando? 22, 23, 29 e 30 de junho, sempre às 11h.

O concerto didático “Brincando em Cena” explora a relação lúdica entre a montagem de uma ópera e cenários inusitados, em que a interação entre artistas e público tornará cada apresentação única e surpreendente. 

Tendo como foco o público infanto-juvenil, o concerto didático buscará cativar tanto as crianças quanto os adultos, criando um ambiente criativo e divertido, conduzido por árias de ópera cantadas em português, combinadas com jogos musicais e de cena. 

A direção musical é de André Dos Santos e a direção cênica, de Felipe Venâncio.

  • Os ingressos custam de R$ 5 (meia-entrada) a R$ 10 (inteira), no link.

Theatro São Pedro, na Rua Barra Funda. (Divulgação/Divulgação)

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Acompanhe tudo sobre:Bússola Cultural

Mais de Bússola

Bússola Poder: políticos do mundo, uni-vos. Outros pagam a conta

Campos do Jordão ganha exposição do artista plástico Renot

Lacuna no setor será chave para essa empresa de bairros planejados vender R$ 300 mi

Oi aposta em estratégia ESG para acelerar processo de recuperação judicial

Mais na Exame