Um conteúdo Bússola

Brasileiro nos EUA cria app gratuito para ajudar pacientes com artrite

Victor Maia, de 20 anos, conseguiu bolsa na Universidade da Pensilvânia após participar do programa Prep Estudar Fora, que encerra as inscrições hoje
Programa que apoiou ida do estudante aos EUA encerra as inscrições hoje (Bússula/Divulgação)
Programa que apoiou ida do estudante aos EUA encerra as inscrições hoje (Bússula/Divulgação)
B
Bússola

Publicado em 04/10/2022 às 16:30.

Última atualização em 04/10/2022 às 16:37.

Estima-se que mais de 2 milhões de pessoas sofram com dores nas articulações, no Brasil, sendo a maioria mulheres entre 30 e 50 anos. Pensando nisso, o jovem Victor Maia, de 20 anos, criou, junto com um grupo de amigos, o aplicativo HexBR, que traz uma ampla gama de exercícios para amenizar as dores de pessoas que possuem artrite.

A plataforma se utiliza de protocolos internacionais de fisioterapia e é totalmente gratuita. O aplicativo é intuitivo e de fácil utilização. O usuário acessa a plataforma, por meio do computador, preenche dados pessoais e automaticamente recebe uma lista de exercícios para fazer a qualquer hora do dia.

Embora recente, o app já foi premiado com a Bolsa Pfizer One Young World 2022, prêmio dedicado a 50 jovens agentes de mudança que criam impacto na saúde, educação e sustentabilidade.

O HexBR está disponível em oito países (Brasil, Canadá, Estados Unidos, República Dominicana, México, Itália, Argentina e Coreia do Sul). Hoje tem cerca de 200 usuários, com a expectativa de chegar a 500 até novembro e mil no início de 2023.

Nascido na periferia de Recife, em Alto José do Pinho, na zona norte de Recife, e estudante da rede pública durante boa parte da vida, Victor conseguiu bolsa de estudos integral na Universidade da Pensilvânia, onde estuda bioengenharia e negócios. Ele contou com a ajuda do Prep Estudar Fora, da Fundação Estudar, para ingressar como bolsista da universidade americana, e teve inspiração para ajudar outras pessoas, após a morte de sua avó.

“Perdi minha avó para o câncer de pele, que é uma doença tratável, mas ela não tinha acesso às informações, muito menos a tratamentos. Penso e quero ajudar pessoas que possuem doenças crônicas a superar suas dores, e melhorar sua qualidade de vida. Com a tecnologia disponível, hoje, isso fica mais fácil, e me sinto honrado em poder contribuir, de alguma forma, com a melhoria da saúde da população”, afirma Victor.

O Prep Estudar Fora é um preparatório gratuito que auxilia, com monitoria individual, brasileiros que desejam se graduar fora do país, sobretudo nos Estados Unidos. O programa está com inscrições abertas até hoje, que podem ser feitas por meio deste link.

Os selecionados para o programa receberão mentorias individualizadas ao serem orientados por especialistas que também passaram pelo processo de candidatura e foram aceitos em grandes universidades estrangeiras.

O Prep Estudar Fora ainda ajuda seus alunos a conquistarem bolsas de estudo e, em caso de necessidade financeira comprovada, também oferece apoio para a realização de determinadas etapas da application.

“O programa possibilita ao candidato adquirir conhecimentos técnicos e teóricos, com pessoas que já passaram por este processo. A mentoria individualizada, por exemplo, aponta quais são as facilidades e dificuldades que cada candidato tem, permitindo aperfeiçoar ou melhorar estes aspectos”, diz Anamaíra Spaggiari, diretora-executiva da Fundação Estudar.

Leia mais: