Um conteúdo Bússola

Black Friday: redes sociais e Whatsapp são ferramentas preferidas do varejo

Levantamento da Linx mostra que descontos em produtos, frete grátis e compre e ganhe são as apostas do segmento para conquistar clientes no período
Bebidas e televisores devem estar entre itens mais procurados (Getty Images/Getty Images)
Bebidas e televisores devem estar entre itens mais procurados (Getty Images/Getty Images)
B
Bússola

Publicado em 14/11/2022 às 08:36.

Última atualização em 17/11/2022 às 20:45.

A um mês da Black Friday e a poucos dias de a bola rolar na Copa do Mundo do Catar, o varejo se movimenta com estratégias para que as ofertas possam atender as expectativas dos clientes. E as redes sociais e o WhatsApp são as principais apostas dos varejistas para comunicar as promoções, segundo um levantamento da Linx, especialista em tecnologia para o varejo, com a base de 160 clientes de diferentes setores.

Com 33% na Black Friday e 34% na Copa do Mundo, as mídias sociais foram apontadas como os canais que serão mais utilizados. O WhatsApp aparece na sequência com 27% na Black Friday e 28% na Copa do Mundo. Completa o ranking a mídia externa com 12% para os dois períodos.

Ainda de acordo com a pesquisa, 47% dos varejistas consultados apostam nos descontos como principal forma de cativar os consumidores na Black Friday. Já para a Copa do Mundo o número é de 45%. O formato compre e ganhe (23% na Black Friday e Copa do Mundo) e frete grátis (18% na Black Friday e 16% na Copa do Mundo) completam o pódio.

Com a estreia da seleção do Brasil acontecendo um dia antes da Black Friday, a expectativa é de que a procura por bebidas (71,3%), televisores (69,4%) e artigos esportivos (57,5%) estejam entre os itens mais consumidos. Além disso, 52% concordam que as vendas irão se concentrar ao longo do mês de novembro, fazendo com que a estratégia seja diferenciada em relação aos outros anos.

Em mais um tópico extraído da pesquisa, 100% dos empreendedores declararam que é fundamental realizar o abastecimento do estoque para conseguirem atender a todas as demandas no mês de novembro, seguido da contratação de novos colaboradores com 33% e por fim ter o aumento da frota com 16%.

De acordo com dados da Nodis, portfólio da Linx que oferece soluções de catálogo de produtos como serviço e digitalização de clientes SMB, no período da Black Friday de 2021 houve um crescimento de 192% nas vendas on-line em comparação aos meses anteriores. Para Tiago Mello, CPO/CMO da Linx, o varejo brasileiro vive uma grande oportunidade com o encontro da Black Friday e a Copa do Mundo. “É um acontecimento único e uma ótima ocasião para o varejo se preparar para as próximas datas sazonais. Com os dados da pesquisa em mãos, conseguimos enxergar quais as expectativas e os investimentos programados pelo setor de varejo para a data. São informações importantes e que nos ajudam a ser mais cirúrgicos nas soluções voltadas para cada segmento”.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Trends: Black Friday e Copa do Mundo

5 dicas para implementar o compliance no dia a dia do varejo

Como a Nstech acelera o desenvolvimento profissional em projeto individual