Aproveite três sequências esquecidas de clássicos do cinema

Dirty Dancing – Noites de Havana, Psicose 2 e Os Embalos de Sábado Continuam são ignorados pela memória coletiva, mas trazem diversão
A magia destas sequências não é a mesma dos filmes iniciais, mas surpreendem (Reprodução/Reprodução)
A magia destas sequências não é a mesma dos filmes iniciais, mas surpreendem (Reprodução/Reprodução)
Por BússolaPublicado em 09/04/2022 16:45 | Última atualização em 09/04/2022 16:45Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Por Danilo Vicente*

Nesta semana, Sandra Bullock disse estar arrependida de ter filmado Miss Simpatia 2 e Velocidade Máxima 2. Isso me fez lembrar das tantas sequências que o cinema já entregou. É difícil eleger a pior.

Muitas são ruins demais! Há algumas que simplesmente quase deixaram de existir na lembrança coletiva, pois são sem qualquer sentido. Porém, aficionado por cinema, resolvi buscar três continuações de clássicos. E, preciso confessar, foi uma boa experiência.

A sequência de Dirty Dancing existe, com o subtítulo Noites de Havana. Boa não é, mas não chega a ser péssima.

O problema é que poderia ter qualquer título – tem pouco a ver com o original. De resto, uma história em Cuba, em que o ator Patrick Swayze está de volta. Está certo que é em uma ponta, e não se trata de seu personagem clássico. Porém, pelos menos os fãs não ficam órfãos.

Cheguei em Psicose 2. Vinte e três anos depois, em 1983, decidiram gravar uma sequência de um dos maiores filmes da história. Sem o seu idealizador, Alfred Hitchcock. Dizem que o diretor Quentin Tarantino prefere Psicose 2 a Psicose. Tem lógica, é possível.

Mexer com um clássico deste tamanho é muito arriscado (e ainda há um Psicose 3). Entretanto, o segundo longa tem o trunfo de ser estrelado por Anthony Perkins, o ator que originalmente atuou como Norman Bates, o assassino de Psicose. Tem tensão e agrada.

Por fim, há certas passagens do cinema que precisam ser lembradas: John Travolta dirigido por Sylvester Stallone na continuação de Os Embalos de Sábado à Noite absolutamente é uma delas!

O filme é Os Embalos de Sábado Continuam. Claro, não se compara ao original. Mas a volta de Tony Manero à tela tem sua qualidade. Concorreu ao Oscar nas categorias Roteiro Original, Edição e Canção Original.

Além de Travolta, os Bee Gees reassumem o protagonismo, respondendo por toda a trilha sonora. Sylvester Stallone, também produtor do longa, aparece rapidamente no filme, quando, na rua, Manero esbarra nele.

Frank Stallone, irmão de Sylvester, tem um papel até que relevante, como o vocalista da banda de Jackie que encrespa com o protagonista.

A magia destas sequências não é a mesma dos filmes iniciais, evidentemente. E assisti-las depende de um espectador sem pré-conceitos, o que é difícil, já que os originais têm fãs de carteirinha.

Mas Dirty Dancing – Noites de Havana, Psicose 2 e Os Embalos de Sábado Continuam surpreendem. Agora, vou atrás de Miss Simpatia 2 e Velocidade Máxima 2, para conferir se Sandra Bullock acerta em seu arrependimento.

No mínimo, e aí fica a dica, o saudosismo estará presente.

*Danilo Vicente é sócio-Diretor da Loures Consultoria

Este é um conteúdo da Bússola, parceria entre a FSB Comunicação e a Exame. O texto não reflete necessariamente a opinião da Exame.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube