Brasil
Acompanhe:

Vários bairros do Rio e cidades fluminenses ficaram sem luz

Segundo a Light, às 14h54 o ONS determinou corte de fornecimento de 500 megawatts na área gerenciada pela empresa


	Light: foram atingidos cerca de 400 mil clientes, 10% do público atendido pela empresa
 (Dado Galdieri/Bloomberg)

Light: foram atingidos cerca de 400 mil clientes, 10% do público atendido pela empresa (Dado Galdieri/Bloomberg)

F
Fábio Grellet

19 de janeiro de 2015, 18h16

Rio - Vários bairros do Rio de Janeiro e outras cidades fluminenses também ficaram parcialmente sem luz na tarde desta segunda-feira, 19, por conta do apagão determinado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS).

Segundo a Light, às 14h54 o ONS determinou corte de fornecimento de 500 megawatts na área gerenciada pela Light, que atende cerca de 4 milhões de clientes na capital e em outros 30 municípios.

A situação foi se normalizando gradativamente e voltou ao normal às 16h20.

Foram atingidos cerca de 400 mil clientes (10% do público atendido pela empresa), mas até as 19 horas a Light não havia divulgado quais regiões foram mais prejudicadas.

Na capital, os primeiros bairros onde houve reclamações de falta de luz foram das zonas norte e oeste, como Pavuna, Pechincha e Bangu, mas também faltou luz em áreas como Copacabana (zona sul).

A Light afirma que preservou o fornecimento de energia para serviços essenciais, como hospitais, metrô, distribuidoras de água e bancos.

A Ampla, distribuidora de energia que atende 2,8 milhões de clientes em outros 66 municípios do Rio, inclusive Niterói e São Gonçalo, na Região Metropolitana, recebeu ordem do ONS para cortar cerca de 100 megawatts de energia em sua área de concessão.

A interrupção começou às 14h55 e foi sendo normalizada gradativamente, encerrando-se às 15h55.

Cerca de 180 mil clientes de 13 municípios ficaram sem luz nesse intervalo.