Vai viajar nas eleições? Prazo para solicitar voto em trânsito acaba nesta quinta

O pedido de transferência temporária para votar em outra cidade só pode ser feito pessoalmente, em algum cartório eleitoral
 (Fabio Pozzebom)
(Fabio Pozzebom)
A
Alessandra AzevedoPublicado em 18/08/2022 às 06:00.

Os eleitores que estarão viajando dentro do Brasil nas datas das eleições deste ano têm até esta quinta-feira, 18, para solicitar o chamado voto em trânsito à Justiça Eleitoral. O primeiro turno está marcado para 2 de outubro e o segundo, se for necessário, será em 30 de outubro.

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

O pedido do voto em trânsito só pode ser feito pessoalmente, em algum cartório eleitoral -- não pode ser feito pela internet nem pelo e-Título. Não precisa de agendamento. Basta que o eleitor leve um documento oficial com foto.

No cartório, a pessoa deve indicar a cidade onde pretende votar. O município precisa ter pelo menos 100 mil eleitores cadastrados. É possível pedir a transferência apenas para um dos turnos de votação ou para as duas datas.

Se a cidade indicada estiver no mesmo estado do domicílio eleitoral, será possível votar para todos os cargos: presidente da República, governador, senador, deputado federal e deputado estadual/distrital. Mas, se o município for em outro estado, o voto será apenas para presidente.

Brasileiros que têm título de eleitor cadastrado no exterior e estiverem no Brasil durante as eleições também podem solicitar o voto em trânsito, mas poderão votar apenas para presidente. Consulte no site do TSE as cidades preparadas para receber o voto em trânsito.

A transferência, em todos os casos, é temporária. Depois das eleições, volta a valer automaticamente o domicílio eleitoral e a seção de origem do eleitor.

Também termina nesta quinta-feira o prazo para que eleitores com deficiência ou dificuldade de locomoção possam pedir para votar em uma seção adaptada, com acessibilidade. O pedido também pode ser feito em qualquer cartório eleitoral.