Brasil

USP aprova saída do Sisu e adoção de novo sistema para usar nota do Enem

A USP informou que, com o novo modelo, os candidatos serão convocados diretamente pela Fuvest a partir das notas obtidas no Enem

E

Estadão Conteúdo

11 de novembro de 2022, 17h51

A Universidade de São Paulo (USP) aprovou nesta quinta-feira, 10 a adoção de um novo sistema para permitir o ingresso de estudantes na instituição com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A nova plataforma, que foi nomeada Enem-USP, simboliza a saída da universidade do Sistema de Seleção Unificado (Sisu), do Ministério da Educação (MEC).

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Com uma conta gratuita.

Faça parte

A decisão foi tomada pelo Conselho de Graduação da USP. A medida que já vinha avançando nas últimas semanas, tem como objetivo sincronizar o calendário dos aprovados pela Fuvest, fundação que prepara o vestibular da universidade, e pelo Enem. A mudança já vale para o ingresso em cursos de graduação no ano que vem e mais detalhes devem ser divulgados em breve.

Continua após a publicidade

A USP informou que, com o novo modelo, os candidatos serão convocados diretamente pela Fuvest a partir das notas obtidas no Enem. Além de possibilitar a sincronização entre as diferentes formas de seleção, a instituição explicou que a alteração também irá contribuir com o trabalho das comissões de heteroidentificação implementadas a partir deste ano. Essas equipes serão responsáveis por averiguar a auto declaração dos candidatos convocados para matrícula nas vagas reservadas para pretos e pardos.

Veja também

Continua após a publicidade

Como irá funcionar o Enem-USP?

A USP informou que, com o novo modelo, os candidatos serão convocados diretamente pela Fuvest a partir das notas obtidas no Enem. Além de possibilitar a sincronização entre as diferentes formas de seleção, a instituição explicou que a alteração também irá contribuir com o trabalho das comissões de heteroidentificação implementadas a partir deste ano. Essas equipes serão responsáveis por averiguar a auto declaração dos candidatos convocados para matrícula nas vagas reservadas para pretos e pardos.

Conquiste um dos maiores salários no Brasil e alavanque sua carreira com um dos MBAs Executivos da EXAME Academy

A Fuvest será responsável pela sistematização das inscrições, pela classificação de acordo com os critérios definidos pelos cursos e pela convocação dos candidatos selecionados. Conforme a USP, como este será o primeiro ano de implementação do novo sistema, um edital com calendário e orientações deverá ser divulgado nos próximos dias. Quando a mudança estiver melhor estabelecida, provavelmente no vestibular para 2023, o cronograma será o mesmo da Fuvest.

Neste ano, a USP oferece 11.147 vagas em seus cursos de graduação, das quais 8.211 são destinadas para seleção pelo vestibular da Fuvest e 2.936 vagas para o Enem-USP, sem alteração ao que já havia sido aprovado pelo Conselho Universitário em junho deste ano.

VEJA TAMBÉM:

Continua após a publicidade

Últimas notícias

ver mais

Continua após a publicidade

Brands

ver mais

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais