União Brasil quer Meirelles como vice de Garcia e abre crise com MDB em SP

Ex-tucano, o ex-secretário municipal de Saúde Edson Aparecido é o preferido do prefeito Ricardo Nunes (MDB) para compor a chapa do tucano
Eleições: as tratativas originais eram que o MDB indicaria o nome para a vaga de vice de Garcia (Estado de São Paulo/Flickr)
Eleições: as tratativas originais eram que o MDB indicaria o nome para a vaga de vice de Garcia (Estado de São Paulo/Flickr)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 13/07/2022 às 09:01.

Após participar de um ato político no sábado ao lado do presidente do União Brasil e pré-candidato ao Palácio do Planalto, Luciano Bivar, o governador Rodrigo Garcia (PSDB) administra agora uma nova crise em sua coligação.

O União Brasil decidiu reivindicar a prerrogativa de indicar o candidato a vice na chapa de Garcia e apresentou o nome do ex-ministro Henrique Meirelles (União Brasil) como "um grande quadro e opção" do partido, mas as tratativas originais eram que o MDB indicaria o nome para a vaga.

Ex-tucano, o ex-secretário municipal de Saúde Edson Aparecido é o preferido do prefeito Ricardo Nunes (MDB) para compor a chapa do tucano. O presidente municipal do PSDB da capital, Fernando Alfredo, seria defensor da indicação de Aparecido e organizou um evento em sua casa nesta terça-feira, 12, para prestigiar o ex-secretário, que foi secretário da Casa Civil de Geraldo Alckmin.

Procurado pela reportagem, Fernando Alfredo desconversou. "Estamos em reunião da executiva municipal. A decisão que ele (Garcia) tomar é a que vamos defender e apoiar", afirmou o dirigente por mensagem de WhatsApp.

Já o prefeito Ricardo Nunes disse ao Estadão que a posição do MDB em favor de Aparecido "não mudou" e o nome indicado pela sigla segue o do ex-secretário de Saúde.

LEIA TAMBÉM: 

Anvisa decide nesta quarta se aprova Coronavac para crianças de 3 a 5 anos

Pesquisa governo de SP: Haddad tem 27%; Tarcísio, 17%; França, 14%; e Garcia, 11%