TSE pede manifestação de produtores dos shows de Roger Waters

A decisão foi proferida ontem (27) pelo ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Jorge Mussi
Campanha do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) acusa a produtora T4F Entretenimento e o candidato Fernando Haddad (PT) de propaganda eleitoral irregular (Getty Images/Getty Images)
Campanha do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) acusa a produtora T4F Entretenimento e o candidato Fernando Haddad (PT) de propaganda eleitoral irregular (Getty Images/Getty Images)
A
Agência Brasil

Publicado em 28/10/2018 às 15:30.

Última atualização em 28/10/2018 às 15:34.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Jorge Mussi, pediu manifestação dos produtores responsáveis pelos shows do cantor inglês Roger Waters no Brasil. A decisão foi proferida ontem (27) em ação na qual a campanha do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) acusa a produtora T4F Entretenimento e o candidato Fernando Haddad (PT) de propaganda eleitoral irregular. A defesa do petista também poderá apresentar suas argumentações contra as acusações.

Após receber as manifestações, Mussi dará andamento à ação de investigação eleitoral. "Notifiquem-se os representados para, querendo, apresentarem ampla defesa", decidiu o ministro.

Para a campanha do candidato do PSL, houve o indevido aproveitamento da imagem do artista para "ostensiva e poderosa propaganda eleitoral negativa" contra Bolsonaro. Nas apresentações realizadas nas últimas semanas em diversas cidades, Waters se posicionou contra a candidatura de Bolsonaro.