Brasil

TSE emite zerésima e mostra que não há votos registrados em nenhuma urna

A zerésima é um documento calculado olhando o banco de dados, para mostrar que não há nenhum voto registrado

Por Estadão Conteúdo
Publicado em 01/10/2022 13:47
Última atualização em 01/10/2022 13:47

Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O Tribunal Superior Eleitoral emitiu há pouco o relatório zerésima do Sistema de Gerenciamento da Totalização. Também houve a verificação dos sistemas eleitorais instalados na Corte. "São duas comprovações: de que o sistema é íntegro e autêntico e de não há votos computados nas urnas no momento", resumiu Júlio Valente, secretário de Tecnologia da Informação do TSE.

A zerésima é um documento calculado olhando o banco de dados, para mostrar que não há nenhum voto registrado. No TSE, ela mostra esse dado para presidente e vice. Nos Tribunais Regionais Eleitorais serão verificados os demais cargos, ainda hoje, após a realização desta etapa na Corte Superior. Amanhã, às 7h, cada urna também emitirá mais uma zerésima.

Com a verificação dos sistemas, o objetivo foi confirmar se o sistema que está rodando no Centro de Processamento de Dados (CPD) do TSE é o mesmo assinado pelas entidades fiscalizadoras em 2 de setembro, quando houve a lacração das urnas, explicou o chefe da Sessão de Totalização e Divulgação, Alberto Cavalcante.

Representantes das Forças Armadas acompanharam o evento. Também estiveram presentes, representes do Tribunal de Contas da União (TCU), Polícia Federal, Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Conselho Nacional do Ministério público (CNMP), Controladoria Geral da União (CGU), Procuradoria Geral Eleitoral (PGE) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O único partido que compareceu foi o PV.

Leia tudo sobre como votar

Veja Também