Brasil

TSE cassa mandato de suplente de Nikolas Ferreira em BH; ex-presidente da Galoucura assume

Deputado classifica como “ideológica” a decisão de cassar Uner Augusto (PRTB) por uso de candidaturas laranjas de mulheres para fraudar a cota de gênero

Izael Pereira
Izael Pereira

Reporter colaborador, em Brasília

Publicado em 19 de abril de 2023 às 12h52.

Última atualização em 19 de abril de 2023 às 12h56.

O deputado Nikolas Ferreira (PL-MG) afirmou nesta quarta-feira, 19, que a cassação do vereador Uner Augusto (PRTB), suplente dele na Câmara de vereadores de Belo Horizonte, foi uma decisão “ideológica”.

Por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a chapa que elegeu Ferreira vereador de Belo Horizonte em 2020 foi cassada por uso de candidaturas laranjas de mulheres para fraudar a cota de gênero.

A decisão foi confirmada nesta terça-feira, 18, pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG).

“Eu lamento. O Uner foi um vereador, uma pessoa ativa, combativa. Uma pessoa que se preocupa com Belo Horizonte. Infelizmente hoje o direito (sic) tem tomado esse posicionamento ideológico e não, de fato, constitucional”, disse à EXAME.

Uner Augusto e Nikolas Ferreira: chapa que elegeu Ferreira vereador de Belo Horizonte em 2020 foi cassada (Redes sociais/Reprodução)

O parlamentar alegou ainda que, em decisão anterior, o TRE “foi unânime” em manter a chapa do PRTB.

“Quando chegou no TSE essa decisão reverteu. No mínimo uma coincidência muito grande, visto que de forma unânime nós ganhamos no TRE. Então infelizmente hoje as decisões judiciais estão sendo muito mais decididas por questões relacionais do que de fato de direito”, pontuou.

A decisão da Corte Superior Eleitoral acatou um pedido do PSOL que solicitava a revisão do entendimento do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, que havia inicialmente negado a existência da fraude eleitoral.

Candidaturas laranja na chapa

Sobre as acusações de que a chapa teria usado candidaturas laranjas de mulheres para fraudar a cota de gênero, Nikolas afirmou que são “completamente” infundadas.

“Eu tive votos suficientes para poder fazer minha própria cadeira. O vereador não tem participação nenhuma na formação da chapa. Então o que passa disso é a narrativa e histeria coletiva, porque eles querem achar algo contra mim e vão ficar tentando achar aí pro resto da vida”, disse.

Nikolas Ferreira: caso no TSE envolveu a chapa pela qual o agora deputado foi eleito vereador em BH (Bruno Spada/Agência Câmara)

Por lei, o partido precisa cumprir a cota mínima de 30% de representantes do gênero feminino na nominata.

O agora ex-vereador Uner Augusto havia assumido em fevereiro deste ano, mas perdeu o mandato após o TSE constatar indícios de fraude na chapa, tais como votação quase zerada de quatro candidatas mulheres (seis votos, cinco votos, um voto e nenhum voto), assim como ausência de gastos eleitorais, realização de campanha e apoio para um candidato homem.

Em seu discurso de despedida, Uber disse que “a esquerda radical” da Câmara de BH “louva ditadores, que têm bandidos de estimação, que odeia a vida humana gerada no ventre materno, que saliva para corromper as mentes e os corações das crianças e jovens da nossa cidade, confessem: doeu, incomodou. Incomodou tanto que tiveram que recorrer a ajuda em Brasília para tentar se livrar desse vereador, conservador e de direita".

Presidente da torcida organizada do Galo assume mandato

Com a confirmação do TRE-MG, a saída de Uner Augusto da Casa Legislativa e a anulação dos votos do PRTB, o posto será ocupado pelo primeiro suplente, César Augusto Cunha Dias (Solidariedade), mais conhecido como "Cesar Gordin da Galoucura".

Ele tomará posse nos próximos dias.

Gordin foi vereador entre fevereiro de 2019 e dezembro de 2020, secretário de Esportes de Santa Luzia e é ex-presidente da torcida organizada do Atlético Mineiro, a Galoucura.

"Vencemos na urna e hoje o TRE reconheceu isso. Bora pra cima, vamos fazer nesses 2 anos muito mais do que muita gente faz em 4", celebrou Cesar Gordin nas redes sociais.

Acompanhe tudo sobre:Câmara dos DeputadosBelo HorizonteMinas GeraisTSE

Mais de Brasil

Lula, 'BolsoNunes' e 'paz e amor': convenção dá tom de como será a campanha de Boulos em SP

Sob gestão Lula, assassinatos contra indígenas no Brasil aumentam 15% em 2023, aponta relatório

PRTB marca data de convenção para anunciar candidatura de Marçal no mesmo dia do evento de Nunes

Moraes defende entraves para recursos a tribunais superiores e uso de IA para resolver conflitos

Mais na Exame