Brasil
Acompanhe:

Todos os parlamentares do MDB foram convidados para reunião com Lula, diz Tebet

Após uma conversa entre a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o presidente do MDB, Baleia Rossi, nesta semana, o partido de Tebet decidiu indicar os senadores Renan Calheiros (AL) e Jader Barbalho (PA)

Ao chegar ao CCBB nesta quinta, a senadora também afirmou que é preciso garantir segurança jurídica para Lula cumprir as promessas de campanha (Rodrigo Paiva/Getty Images)

Ao chegar ao CCBB nesta quinta, a senadora também afirmou que é preciso garantir segurança jurídica para Lula cumprir as promessas de campanha (Rodrigo Paiva/Getty Images)

E
Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2022, 13h17

A senadora Simone Tebet (MDB-MS), que vai comandar a área social na transição de governo, afirmou nesta quinta-feira, 10, que todos os parlamentares de seu partido foram convidados para a reunião com o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva no Centro Cultural Banco do Brasil, sede do governo de transição.

Após uma conversa entre a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o presidente do MDB, Baleia Rossi, nesta semana, o partido de Tebet decidiu indicar os senadores Renan Calheiros (AL) e Jader Barbalho (PA) e o ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto para integrarem o time da transição.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

A participação de Tebet, que fez campanha para Lula no segundo turno, já havia sido anunciada pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin.

Ao chegar ao CCBB nesta quinta, a senadora também afirmou que é preciso garantir segurança jurídica para Lula cumprir as promessas de campanha.

Na visão dela, é mais seguro usar uma Proposta de Emenda à Constituição, em vez de medida provisória, para deixar fora do teto de gastos medidas como a manutenção do Auxílio Brasil em R$ 600.

LEIA TAMBÉM: