Brasil

Temer nega que tenha deixado articulação política do governo

De acordo com fontes do Planalto que pediram para não serem identificadas, o vice adiou embarque para São Paulo para reunir-se com a presidente


	Michel Temer: o vice sustentou que tem trabalhado para garantir a governabilidade e apaziguar a base, já conturbada
 (José Cruz/Agência Brasil)

Michel Temer: o vice sustentou que tem trabalhado para garantir a governabilidade e apaziguar a base, já conturbada (José Cruz/Agência Brasil)

DR

Da Redação

Publicado em 7 de agosto de 2015 às 15h35.

São Paulo/Brasília - O vice-presidente da República, Michel Temer, negou nesta sexta-feira que tenha deixado a articulação política do governo, conforme publicado em reportagem do ValorPro, serviço do jornal Valor Econômico.

"São infundados os boatos de que deixei a articulação política. Continuo. Tenho responsabilidades com meu país e com a presidente Dilma", disse Temer em sua conta na rede social Twitter.

De acordo com fontes do Planalto que pediram para não serem identificadas, o vice adiou embarque para São Paulo para reunir-se com a presidente, na quinta-feira, ocasião em que negou que estivesse fazendo um "jogo duplo" na articulação do governo.

Durante a conversa, o vice sustentou que tem trabalhado para garantir a governabilidade e apaziguar a base, já conturbada, e neste contexto, deixou a presidente à vontade para destituí-lo do cargo de articulador, caso não estivesse satisfeita.

Ainda segundo essas fontes, o vice ouviu de Dilma que ela confia em sua atuação do vice e que é muito importante que ele permaneça na articulação.

Segundo uma das fontes, a conversa entre os dois foi motivada por teoria que circula entre alguns ministros petistas segundo a qual seu recente apelo por unidade e para evitar o agravamento da crise política seria uma tentativa de colocar-se como uma alternativa a Dilma.

Na quarta-feira, Temer fez uma declaração à imprensa em que pediu unidade a todos os setores da sociedade e disse ser necessário que "alguém tenha a capacidade de reunificar a todos", referindo-se ao Congresso Nacional.

Outra fonte próxima do núcleo de articulação, assim como um parlamentar petista, disseram não acreditar que o vice esteja fazendo "jogo duplo". Segundo a reportagem do ValorPro, Temer teria dito em reunião com a presidente Dilma Rousseff na véspera que havia chegado o momento de ele deixar a articulação política do governo.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetGoverno DilmaInternetMDB – Movimento Democrático BrasileiroMichel TemerPolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileirosRedes sociaisTwitter

Mais de Brasil

Acidente da Tam: maior tragédia da aviação brasileira completa 17 anos

Ministro da Defesa busca recursos para Forças Armadas, enquanto governo discute bloqueio de gastos

Governo cria sistema de emissão de carteira nacional da pessoa com TEA

Mais na Exame