Brasil

Tebet e Marcio Pochmann têm primeira reunião após indicação do economista ao IBGE

Ministra e economista debateram sobre acelerada mudança demográfica brasileira, apontada pelo último Censo

Tebet: ministra conversou com Pochmann pela primeira vez desde a sua indicação ao IBGE (EVARISTO SA/AFP/Getty Images)

Tebet: ministra conversou com Pochmann pela primeira vez desde a sua indicação ao IBGE (EVARISTO SA/AFP/Getty Images)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 31 de julho de 2023 às 18h05.

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, e o economista Marcio Pochmann, indicado para a presidência do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), reuniram-se na tarde desta segunda-feira, 31, em São Paulo. Foi a primeira reunião dos dois desde a indicação dele ao IBGE.

De acordo com a assessoria de Tebet, os dois debateram preocupações comuns "sobre a acelerada mudança demográfica brasileira revelada pelo Censo 2022 e os desafios que ela impõe para o futuro do Brasil".

Fique por dentro das últimas notícias no Telegram da Exame. Inscreva-se gratuitamente

"Também discutiram uma agenda inicial de trabalho para o IBGE, que passa pela escuta dos funcionários do órgão", acrescenta a assessoria.

A data da posse de Pochmann será marcada para depois da divulgação do censo indígena, que ocorre dia 7 de agosto, em Belém.

O IBGE é vinculado ao Ministério do Planejamento, mas a escolha de Pochmann foi feita diretamente por Lula. Ao comentar o assunto, ela disse que vai acatar qualquer decisão do presidente Lula.

— Quero deixar muito claro que já havia um consenso dentro do meu ministério e dentro do Palácio de que nós faríamos, no momento oportuno, a troca do presidente do IBGE. Também fui avisada, já não é de agora, de alguns dias, que o Presidente da República teria um nome, e gostaria de fazer uma escolha pessoal em relação à presidência do IBGE. Naquele momento, não perguntei por nomes e muito menos o faria, porque acho mais do que justo esse pedido. Nada mais justo, óbvio, de atender o presidente Lula, independente do nome que ele apresentaria, que ele ainda não havia me apresentado — disse a ministra na quarta-feira, 26.

O IBGE é uma das principais fontes de estatísticas oficiais do Brasil, como indicadores econômicos, demográficos e sociais, que servem de base para a elaboração de políticas públicas. O instituto é responsável, por exemplo, pelo Censo Demográfico.

Quem é Marcio Pochmann?

Pochmann é formado em ciências econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e, em 1993, tornou-se doutor pela Unicamp. Em 2000, conquistou título de livre docente e, em 2014, assumiu uma vaga de professor titular, sempre na mesma universidade. O economista, de 61 anos, se aposentou na Unicamp em 2020, mas seguiu como professor colaborador.
Na política, Pochmann já foi candidato a prefeito de Campinas (SP), pelo PT.
Acompanhe tudo sobre:Simone-TebetIBGELuiz Inácio Lula da Silva

Mais de Brasil

Base de Canoas passará a ter dez voos por dia, anuncia governo

Paraná Pesquisas: em SP, Nunes tem 28,1%; Boulos, 24,2%; Datena, 12,1%; e Tabata, 9,1%

O que abre e o que fecha em SP no feriado de Corpus Christi

Mais na Exame