Taxa de isolamento sobe para 51% no Estado de São Paulo e 53% na capital

A cidade do Estado com maior taxa de isolamento é São Sebastião, no litoral, com 65%

O índice de isolamento social no Estado de São Paulo chegou a 51% no sábado, 23, de acordo com dados do Sistema de Monitoramento Inteligente divulgados pelo governo estadual neste domingo. Na sexta-feira, a taxa havia ficado em 48%.

Na cidade de São Paulo, o índice subiu para 53% ontem, de 49% na sexta-feira. A cidade do Estado com maior taxa de isolamento é São Sebastião, no litoral, com 65%.

O índice ideal de isolamento para conter o avanço do coronavírus é de 70%, de acordo com o governo paulista. O índice aceitável é acima de 55%. Para tentar aumentar o isolamento, nesta segunda-feira (25), o governador João Doria antecipou o feriado de 9 de Julho (Revolução Constitucionalista.

O isolamento social é calculado pelo Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo e foi viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que se possa consultar informações agregadas sobre deslocamento no Estado. A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.