STJ entra em esquema de plantão e suspende prazos após ataque de hackers

Apenas pedidos urgentes são analisados pela corte, como habeas corpus contra prisão, busca e apreensão e medida cautelar
Ataque foi identificado na terça-feira, 3 (Getty Images/Towfiqu Photography)
Ataque foi identificado na terça-feira, 3 (Getty Images/Towfiqu Photography)
Por Gilson Garrett JrPublicado em 05/11/2020 16:34 | Última atualização em 05/11/2020 16:41Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu entrar em esquema de plantão até a segunda-feira, 9, após detectar a invasão de hackers em sua rede. A ataque virtual foi identificado na terça-feira, 3, durante a realização de audiências virtuais. Todos os sistemas caíram, e a equipe técnica não conseguiu restabelecer a segurança.

Com o plantão, apenas pedidos urgentes são analisados pela corte, como habeas corpus contra prisão, busca e apreensão e medida cautelar. Os prazos processuais também estão suspensos no período de 3 a 9 de novembro. A previsão é que a contagem volte na terça-feira, 10. As sessões e os julgamentos também foram paralisados.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins, solicitou, na tarde de quarta-feira, 4, instauração de inquérito, por parte da Polícia Federal, para investigar o ataque externo identificado na rede de informática do tribunal.

O Ministério da Justiça informou que recebeu a notícia-crime e já encaminhou à Polícia Federal para a instauração da investigação, que deverá correr sob sigilo.

Ainda na quarta-feira, o STJ enviou um comunicado aos servidores recomendando a não utilização de computadores, ainda que pessoais, e que estivessem conectados com algum dos sistemas informatizados do tribunal.