Shoppings paulistanos deverão oferecer fraldário nos banheiros masculinos

Os centros comerciais que descumprirem a nova norma podem ser advertidos e terão 30 dias para se ajustarem, sob pena de multa no valor de R$ 10 mil
Projeto é de autoria dos vereadores Sâmia Bomfim e Toninho Vespoli, ambos do PSOL, e Eduardo Suplicy (PT) (ThinkStock/Thinkstock)
Projeto é de autoria dos vereadores Sâmia Bomfim e Toninho Vespoli, ambos do PSOL, e Eduardo Suplicy (PT) (ThinkStock/Thinkstock)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 02/08/2018 às 19:46.

Última atualização em 02/08/2018 às 20:02.

Os shoppings e similares da cidade de São Paulo devem oferecer fraldários também nos banheiros masculinos. A nova lei que está em vigor desde o último sábado, 28, foi decretada pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) e publicada na mesma data no Diário Oficial.

Segundo o texto, o estabelecimento que não tiver espaço suficiente para instalação de fraldário familiar deve instalar os trocadores nos banheiros femininos e masculinos. Os centros comerciais que descumprirem a nova norma podem ser advertidos e terão 30 dias para se ajustarem, sob pena de multa no valor de R$ 10 mil.

O projeto é de autoria dos vereadores Sâmia Bomfim e Toninho Vespoli, ambos do PSOL, e Eduardo Suplicy (PT), e havia sido sancionado por João Dória em 2 de novembro.