Senado promulga resolução que zera IPVA para motos até 170 cilindradas

Os modelos até 170 cilindradas são as mais usadas por pessoas que utilizam esse tipo de motos em suas atividades profissionais
Motos: O Brasil tem a sexta frota de motocicletas do mundo, com mais de 30 milhões de unidades, conforme dados de fevereiro deste ano, diz Abraciclo (CNI/José Paulo Lacerda/Agência Brasil)
Motos: O Brasil tem a sexta frota de motocicletas do mundo, com mais de 30 milhões de unidades, conforme dados de fevereiro deste ano, diz Abraciclo (CNI/José Paulo Lacerda/Agência Brasil)
D
Da redação, com agênciasPublicado em 11/07/2022 às 12:55.

Resolução promulgada pelo Senado zera o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para veículos de duas rodas (motos) de até 170 cilindradas. Com a medida, os proprietários de estados que adotarem a alíquota zero estão desobrigados de pagar o IPVA, a partir de 2023.

De acordo com a proposta, a alíquota zero do IPVA não é impositiva, servindo apenas como uma sinalização para os estados e o Distrito Federal.

A resolução publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (11) está assinada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. “Esta resolução entra em vigor na data de sua publicação, produzindo efeitos a partir de 1º de janeiro do exercício financeiro subsequente”, diz o documento.

De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), o Brasil tem a sexta frota de motocicletas do mundo, com mais de 30 milhões de unidades, conforme dados de fevereiro deste ano.

Os modelos até 170 cilindradas são as mais usadas por pessoas que utilizam esse tipo de motos em suas atividades profissionais. Elas representam 80% das vendas do setor, segundo a Abraciclo.

Com Agência Brasil.

LEIA TAMBÉM: 

Mercado reduz projeção para inflação neste ano, aponta Boletim Focus

 Banco Mundial: por que o Brasil desperdiça 40% de seus talentos — e o que fazer para mudar o cenário