"Se a economia colapsar com lockdown, vai ser uma desgraça", diz Bolsonaro

Presidente responde a lockdown em São Paulo durante encontro de frente parlamentar de pequenas empresas em Brasília; pronunciamento não constava da agenda oficial

Em pronunciamento ao vivo na TV, o presidente Jair Bolsonaro chamou a medida mais restritiva de quarentena adotada pelo estado de São Paulo nesta quinta-feira, dia 11, de "irresponsabilidade" sem, no entanto, se referir diretamente ao governador João Doria. "Só eu posso tomar medida de lockdown e não vamos deixar isso acontecer", disse o presidente.

Até onde vamos aguentar, perguntou Bolsonaro. O presidente também disse que as medidas de lockdown podem levar o país a um colapso na economia. "Lamento as mortes, mas temos que olhar para frente", afirmou. "Se a economia colapsar, vai ser uma degraça".

O estado São Paulo vai entrar em uma fase emergencial da quarentena na próxima segunda-feira, 15. AS novas regras devem valer por duas semanas, até o dia 30 de março. Nesse período, o teletrabalho para serviços administrativos torna-se obrigatório. A intenção é reduzir a circulação de pessoas.

O presidente aproveitou o 1º Encontro da Frente Parlamentar das Pequenas e Médias Empresas, realizado nesta quinta em Brasília, para fazer o pronunciamento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.